16 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais

Destaques

Na última semana, o Ponto de Encontro Comunitário (PEC) da quadra 8 da Octogonal recebeu urbanização, foram colocados aproximadamente 100 metros de grama ao lado dos equipamentos.

A ação contou com a mão de obra da equipe da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal em parceria com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), que forneceu o material. 

A demanda era um pedido antigo da comunidade, que agora poderá aproveitar esse espaço mais bem cuidado e agradável.

Agradecemos ao Governo do Distrito Federal, em especial à Novacap pelo atendimento da demanda dos moradores da Octogonal.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

“A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e a Administração Pública” é o tema da 2ª edição do GovTech, evento 100% virtual e gratuito promovido pela Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF), em parceria com o Instituto Direito para um Estado Melhor (IDEM); a Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAPDF); o Parque Tecnológico de Brasília (BIOTIC); a Secretaria de Economia do DF, por meio da Escola de Governo do Distrito Federal (EGOV); e o Banco de Brasília (BRB).

Durante os dias 19 e 22 de outubro de 2021, o GovTech – 2ª Edição reunirá corpo de palestrantes multidisciplinar, do Brasil e do exterior, para debater os principais pontos da Lei que dispõe sobre o sobre o tratamento de dados pessoais, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

A abertura do evento, no dia 19 de outubro, contará com aula magna do ministro do Superior Tribunal de Justiça Ricardo Villas Bôas Cueva, que discorrerá sobre o tema “Proteção de dados e direito à informação – limites e possibilidades à luz da Lei de Acesso à Informação e da Lei Geral de Proteção de Dados”.

Ao longo de sua programação, o GovTech DF 2ª Edição tem como objetivo examinar, com profundidade, os principais impactos que a LGDP impõe na esfera pública. Para isso, o evento contará com palestras de representantes da União Europeia, e dos governos de Portugal e da Suécia, de forma a debater o contexto mundial de proteção de dados pessoais.

Na sequência, estão previstos painéis que irão abordar a relação jurídica entre a LGPD e as startups, bem como uma visão sobre conformidade para negócios inovadores. Haverá, ainda, debate sobre questões relacionadas à governança e compliance, além do uso de inteligência artificial para adequação à LGPD.

Os desafios da adequação da Administração Pública à LGPD e a ocorrência de incidentes de segurança também fazem parte da programação do evento, que será encerrado com mesa redonda para apresentação de casos reais.

O GovTech – 2ª Edição será transmitido ao vivo pelo canal da PGDF no YouTube. Para receber certificado pela participação, é preciso se inscrever antecipadamente no link disponível abaixo.

GovTech – 2ª Edição

Data: 19 a 22 de outubro de 2021

Inscrições: https://bit.ly/pgdfgovtech2

Transmissão: https://bit.ly/canaldapgdf

A Sala do Empreendedor está de volta à Administração Regional do Sudoeste/Octogonal. O local é resultante da parceria com o SEBRAE-DF e é exclusivo para atendimento e suporte aos micros e pequenos empresários, cujo o objetivo é servir como um canal facilitador para abertura do seu negócio e regularização das atividades informais.

Com os serviços da sala, é possível a obtenção do CNPJ, emissão do certificado do microempreendedor individual (MEI), emissão e impressão de boletos INSS, solicitação e emissão de notas fiscais eletrônicas, informações para contratação de funcionários, orientação ao micro crédito e taxas especiais, além de orientação ao projeto "Negócio a negócio".

Os documentos necessários para a realização dos serviços são carteira de identidade, CPF, número do título de eleitor (caso tenha), imposto de renda de pessoa física (necessário ter o número junto à Receita Federal), endereço completo da empresa e o endereço residencial.

Os custos dos serviços são gratuitos e podem ser solicitados na Sala do Empreendedor situada no segundo andar da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal. Os prazos também são imediatos à solicitação.

O atendimento é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. 

Confira abaixo o endereço da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal:

SIG Qd. 06 Lote 1425
Ponto de referência: entre o bar Quintal da Tia Sandra e a Imprensa Nacional
Telefone: 98199-0746

Para mais informações, acesse o Portal do Empreendedor .

 

 

No dia 23 de outubro (sábado), será realizada a 1ª Feirarte do Sudoeste –  Feira de artesanatos e trabalhos manuais, das 10h às 18h na CLSW 104, ao lado do bloco C. 

Teremos muito artesanato, trabalhos manuais, leitura de cordel, oficinas de reciclagem com tecido e jornal, sarau de poesia, aula de dança, atrações musicais, culturais e muito mais!

Vai perder?

A Feirarte do Sudoeste seguirá todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 para garantir a segurança de todos presentes no evento. 

Aguardamos vocês!

As ações realizadas na Região Administrativa não param. Muito trabalho está sendo feito para atender à comunidade. Vamos acompanhar o que foi feito esta semana:

 

  • Carreata Forróclore do dia das crianças com distribuição de doces e apresentações na região;


 

  • Finalizada a colocação de grama na quadra 8 da Octogonal;

  • Sinalização horizontal em diversos pontos da região;

  • Café da manhã com prefeitos e representantes de quadra do Sudoeste, e síndicos da Octogonal com a presença do deputado distrital Reginaldo Sardinha;

  • Finalização a obra de instalação de canaletas para escoamento de águas e nivelamento de calçadas entre os blocos E e G da SQSW 103;

  • Entrega das doações de brinquedos para a campanha Vem Brincar Comigo;

  • Reunião na Secretaria de Obras para esclarecimentos sobre o projeto do viaduto da EPIG;

  • Capina, roçagem e limpeza no Parque Bosque do Sudoeste;

  • Reunião com a Codeplan sobre a  Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD) que está sendo realizada com moradores da região;

  • Continuidade na obra de recapeamento de asfalto na SQSW 301;

  • Reunião com a gerência  do Terraço Shopping;

  • Tapa-Buraco no estacionamento do prédio B1 da QRSW 7 e Avenida das Jaqueiras;

  • Iniciada a recuperação de calçadas ao lado do bloco A da SQSW 306;

  • Roçagem de gramados no SIG, 1ª avenida e quadra 300, manutenção de canteiros entre a 303/304, e manutenção de calçadas e meio-fios na quadra 300 e 4ª avenida;

  • Foram recolhidos 6 caminhões de lixo verde na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A Codeplan está realizando a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios – PDAD 2021 e, atualmente, os pesquisadores estão coletando dados na Região Administrativa do Sudoeste/Octogonal.

Até novembro, os pesquisadores entrevistarão cerca de 120 mil pessoas, nas 33 RA´s. Os resultados apresentam a realidade demográfica, econômica, urbana e social do DF.

As visitas aos domicílios ocorrem de segunda a domingo, inclusive em feriados, de 8h às 20h. 

Se a sua residência for selecionada para participar, tire uns minutinhos para responder ao questionário do pesquisador ou pesquisadora. Ninguém conhece a cidade melhor que você!

Para maiores esclarecimentos, entre em contato com a equipe:

(61) 3342-1102 / (61) 3342-1349
E-mail: pdad@codeplan.df.gov.br
Site: pdad2021.codeplan.df.gov.br

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (@detrandfoficial ) está realizando na região administrativa o serviço de revitalização de sinalização horizontal. 

Estão sendo reforçadas pinturas de faixas de pedestres, faixas seccionadas e contínuas, linhas de retenção nos retornos e linha de bordo, que irão auxiliar na segurança do trânsito local. 

Agradecemos ao Detran-DF pelo atendimento da demanda que é um pedido recorrente de motoristas e pedestres da região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A semana na Região Administrativa foi de muito trabalho. Confira as ações realizadas nesta semana:

 

  • CEB finalizou a instalação de 13 postes de iluminação de LED na EQSW 301/302, entre o bloco Sonnata e a Casa Thomas Jefferson;

  • Obra de instalação de canaletas para escoamento de água entre os blocos E e G da SQSW 103;

  • Recapeamento de asfalto na SQSW 301;

  • Desobstrução e limpeza de bocas de lobo em toda a região;

  • Reunião com a administração do Centro Clínico do Sudoeste para tratar sobre demandas;

  • Entrega da revitalização da quadra poliesportiva da SQSW 101;

  • Reunião na Secretaria de Obras com as presenças dos administradores do Sudoeste/Octogonal e Cruzeiro, e deputado Reginaldo Sardinha para tratar sobre o plantio e replantio de árvores na EPIG;

  • Colocação de grama ao lado do Ponto de Encontro Comunitário (PEC) da quadra 8 da Octogonal;

  • Reunião com o SEBRAE sobre a reimplantação da sala do empreendedor;

  • Café da manhã com prefeitos e representantes do Sudoeste para apresentação da nova administrador regional e debater demandas;

  • Tapa-Buraco na avenida das Jaqueiras;

  • Manutenção de meios-fios na 4ª avenida e manutenção de calçadas na SQSW 300;

  • Concretagem das calçadas ao redor dos estacionamentos da SQSW 104;

  • Reunião no DF Legal;

  • Foram recolhidos 13 caminhões de lixo verde na região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Primeira oficina presencial da revisão do Pdot será no CAIC de Santa Maria, às 8h30

O debate sobre o futuro do Distrito Federal começa neste sábado (2/10), com a primeira oficina temática da revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot) – ferramenta essencial de planejamento urbano, que definirá as políticas públicas territoriais e ambientais para os próximos dez anos.

A oficina vai ocorrer tanto de forma presencial como virtual. Na primeira opção, a reunião vai começar a partir das 8h30, no Centro de Atenção Integral à Criança (CAIC) de Santa Maria, localizado na Entrequadra 215/315, lote B.

Serão convidados os moradores de Santa Maria, Riacho Fundo II, Recanto das Emas e Gama. As inscrições para participar de forma presencial poderão ser feitas pelo site do Pdot, preenchendo o formulário com nome, CPF, e-mail para contato e a cidade onde mora.

Já o debate virtual será feito pela plataforma Zoom. Ele ocorrerá simultaneamente ao presencial e será transmitido, no dia do evento, pelo canal no Youtube da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), chamado de Conexão Seduh. Nele terá as mesmas dinâmicas da reunião presencial.

A ideia é a população discutir os principais desafios enfrentados em sua cidade, com atividades e questionamentos que serão propostos aos participantes.

“Essa é uma oportunidade importante para a comunidade ser ouvida e levar suas demandas. É um convite para todas as entidades, lideranças comunitárias, associações de bairro, setor produtivo e todos aqueles que queiram contribuir para o processo de construção da revisão do Pdot”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira.

Vagas

Ao todo, serão 100 vagas disponíveis para a participação presencial no CAIC de Santa Maria, onde será feita a primeira oficina temática da revisão do Pdot.

“A oficina é limitada a 50% da capacidade do local, em respeito às regras de distanciamento impostas durante a pandemia”, explicou a secretária executiva de Planejamento e Preservação (Seplan), Giselle Moll.

Regras

Os inscritos deverão se apresentar no local com seu documento de identificação até às 8h, ou seja, meia hora antes do início da reunião.

Faltando 15 minutos para o início do evento, serão liberados os lugares não ocupados pelos inscritos para aqueles que não fizeram inscrição prévia. Não será ultrapassado o número total de 100 pessoas.

Os não inscritos deverão pegar senha no local e se manterem em fila para o caso de serem convidados para preencher uma vaga. Neste caso, será feita uma chamada por senha, que se não for atendida, seguirá para a próxima e, assim, sucessivamente.

Oficinas

Ao todo, serão sete oficinas temáticas organizadas pela Seduh, sempre aos sábados, nos períodos da manhã e tarde. Elas vão ser promovidas em uma Região Administrativa que representa um grupo de cidades, intitulada Unidade de Planejamento Territorial (UPT).

“A Administração Regional de cada UPT também vai disponibilizar uma sala onde vai ser transmitida online a reunião, para aqueles que não puderem ir presencialmente”, informou Giselle Moll.

Confira abaixo o cronograma com as sete oficinas:

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação

Ontem (28), realizamos a entrega da revitalização da quadra poliesportiva localizada na SQSW 101 do Sudoeste.

A transformação do local contou com a mão de obra da equipe da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal em parceria com os moradores da quadra e professores de atividades realizadas na quadra, que colaboraram com a doação de recursos. 

O espaço, agora, conta com  nova pintura no piso, no alambrado, nas traves e brincadeiras infantis no chão do pergolado, além disso, as traves da quadra também ganharam redes novinhas para que as crianças e os adultos continuem aproveitando bastante o local.

Agradecemos ao Governo do Distrito Federal por incentivar a promoção de melhorias na região para que a comunidade possa aproveitar ainda mais os espaços públicos destinados ao lazer.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

A CEB Ipês finalizou a instalação de 13 postes de iluminação de LED na EQSW 301/302, entre os blocos Sonnata e Casa Thomas Jefferson.

Agora, os pedestres que transitam diariamente por este local terão mais luminosidade e segurança em seu deslocamento.

Agradecemos à CEB Ipês pelo excelente atendimento à demanda dos moradores e da prefeitura da SQSW 301.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Os trabalhos da semana na Administração Regional do Sudoeste não param. Confira tudo o que foi realizado:

  • Desobstrução e limpeza de bueiros no Sudoeste e na Octogonal;

  • Batalhão Itinerante do 7º BPM/PMDF em frente ao Terraço Shopping;

  • Construção de canaletas para escoamento de águas entre os blocos G e E da SQSW 103;

  • Limpeza ao lado da passarela da Octogonal;

  • Administradora regional e equipe compareceram à reunião com os chefes dos departamentos de parques e jardins e de infraestrutura urbana da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap);

  • Foram plantadas 15 mudas de ipês roxos e amarelos no Parque Bosque;

  • Troca de areia da quadra da SQSW 306;

  • Reunião na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH) para debater melhorias no Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT);

  • A administradora regional e o deputado distrital Reginaldo Sardinha conversaram com ambulantes da Octogonal para ouvir demandas da categoria;

  • Manutenção de banheiros do Parque Bosque do Sudoeste;

  • Instalação de 13 postes de iluminação de LED na EQSW 301/302, entre os blocos Sonnata e Casa Thomas Jefferson;

  • Foram recolhidos 6 caminhões de lixo verde na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Walkiria Garcia de Freitas é brasiliense e Policial Penal do Distrito Federal. Formada em Administração com pós graduação em Gestão de Recursos Humanos. Já atuou como chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAPE).

Como servidora pública acredita que o mais importante para contribuir com a população é ter o compromisso e procurar soluções que tragam melhorias para a sociedade. “Os moradores do Sudoeste e Octogonal  podem ter certeza de que venho disposta a trabalhar pelo crescimento da região administrativa e em prol de todos”. 

O processo de criação, implantação e gestão dos parques urbanos do Distrito Federal está mais claro e eficiente agora, com a publicação do Decreto nº 42.512, assinado pelo governador Ibaneis Rocha. A norma regulamenta a Lei Complementar nº 961/2019 sobre o assunto, além de estabelecer os critérios para as várias etapas necessárias à iniciativa, desde a concepção até o funcionamento efetivo de cada parque.

O decreto foi elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e divulgado na edição desta sexta-feira (17) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). Com ele, o GDF dá mais um passo em busca da organização desses espaços públicos nas regiões administrativas.

O instrumento tem como objetivo consolidar os parques já existentes no DF e nortear o planejamento e a implantação dos parques a serem criados no futuro, de forma a qualificar esses espaços, reconhecendo suas aptidões e as características peculiares para cada localidade.

“O decreto, ao mesmo tempo em que detalha os procedimentos necessários para cada etapa, estabelece a necessidade de um planejamento prévio, que possibilita a implantação em etapas e por meio de parcerias, tanto nos projetos, como nas obras e na manutenção”, explicou Camila Pires, diretora de Planejamento e Sustentabilidade Urbana da Seduh.

A Seduh já mapeou, até o momento, pelo menos 19 parques urbanos no DF que poderão ser beneficiados com a medida. Os espaços ainda estão sendo analisados e podem mudar ao longo do levantamento. Confira a lista prévia ao final da matéria.

Organizar a gestão

O Distrito Federal possui dezenas de parques urbanos, cuja manutenção era feita por vários órgãos do Executivo distrital sem, no entanto, uma definição clara quanto à responsabilidade de gestão pelas áreas.

Com a publicação da Lei Complementar nº 961, de 26 de dezembro de 2019, e do Decreto nº 42.512, cabe agora às administrações regionais a elaboração do Programa de Gestão do Parque Urbano.

Elas devem garantir a qualidade dos projetos, por meio do planejamento da relação do parque com o bairro em que está inserido, dos acessos, dos caminhos de pedestres e ciclistas, das características da paisagem e vegetação a serem qualificadas e preservadas, das atividades permitidas, da infraestrutura de apoio e mobiliário urbano.

A iniciativa deve conter: a previsão das atividades necessárias ao funcionamento do local, regulamentos para usuários e concessionários, contemplando horários de funcionamento; programa de manutenção e limpeza dos espaços abertos, das edificações e dos demais equipamentos componentes, e o programa de manutenção da vegetação, incluindo poda, replantio, adubação.

“Muitos parques urbanos têm grandes áreas verdes que, em diferentes momentos, são mantidas pelas administrações regionais, Novacap, Brasília Ambiental, entre os principais órgãos. Desta forma, o novo decreto permitirá a adoção de medidas coordenadas que devem contribuir para a melhoria das condições de uso desses espaços públicos pela comunidade”, pontuou o secretário executivo das Cidades da Secretaria de Governo, Valmir Lemos.

Confira a lista prévia de alguns dos parques urbanos do DF

1- Parque Urbano Vila Planalto – Brasília
2- Parque Urbano Bosque dos Tribunais – Brasília
3- Parque da Cidade Dona Sarah Kubistchek – Brasília
4- Parque Urbano dos Constituintes – Brasília
5- Parque Urbano dos Pássaros – Brasília
6- Parque Urbano das Corujas – Ceilândia
7- Parque Urbano Bosque do Setor “O” – Ceilândia
8- Parque Urbano do Abadião – Ceilândia

9- Parque Urbano Denner – Guará
10- Parque Urbano Bosque dos Eucaliptos – Guará
11- Parque Urbano de Taguatinga
12- Parque Urbano Taguaparque
13- Parque Urbano da Estrutural
14- Parque Urbano Bosque do Sudoeste
15- Parque Urbano das Esculturas – Paranoá
16- Parque Urbano do Núcleo Bandeirante
17- Parque Central de Águas Claras
18- Parque Urbano Taboca – Jardim Botânico
19- Parque Urbano Ade Oeste – Samambaia


*Com informações da Seduh-DF e da Segov-DF

Fonte: Agência Brasília

A partir do primeiro sábado de outubro a população poderá participar de oficinas temáticas, presenciais e virtuais, para debater os principais problemas enfrentados no Distrito Federal. Entre eles, resolver o déficit habitacional, promover uma mobilidade urbana mais acessível e sustentável, descentralizar as oportunidades de emprego e renda, entre outros.

O objetivo é apresentar à comunidade as principais problemáticas levantadas pela leitura técnica do território feita pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), em parceria com vários órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF), para colher as contribuições da comunidade e fechar um diagnóstico compartilhado do Distrito Federal.

O debate com a comunidade servirá de base para a revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot), ferramenta fundamental para orientar o desenvolvimento do território. A revisão vem sendo conduzida pela Seduh há dois anos e meio.

“Nós fizemos essa leitura técnica e apontamos alguns desafios que precisam ser resolvidos, e a população vai avaliar e complementar o trabalho que fizemos no levantamento dessas problemáticas, trazendo sua visão de cidade”, explicou a subsecretária de Políticas e Planejamento Urbano (Suplan), Sílvia de Lazari.

Cronograma

Ao todo, serão sete oficinas organizadas pela Seduh, sempre aos sábados, nos dias 2, 9, 16 e 23 de outubro, nos períodos da manhã e tarde. Cada uma delas será em uma Região Administrativa que representa um grupo de locais, intitulada Unidade de Planejamento Territorial (UPT).

Confira abaixo o cronograma com as datas e regiões onde cada reunião será promovida.

 

 

A construção do texto da revisão do Pdot é coletiva, ou seja, nesses encontros não será apresentada uma proposta fechada elaborada pelo governo. O objetivo é que o documento final represente os anseios da população, que enfrenta no dia a dia os problemas em suas cidades.

“Quando falamos em cidade, falamos de todos os problemas que ela comporta. Inclusive déficit habitacional, questões do meio ambiente, entre outros. Esses são alguns temas que precisamos abordar no Pdot. E para isso, precisamos da participação da população”, afirmou a secretária executiva de Planejamento e Preservação (Seplan), Giselle Moll.

Desafios

Um exemplo de desafio levantado pela equipe do GDF é o déficit habitacional de 108.316 domicílios para atender a população no Distrito Federal. Nesse caso, Ceilândia se destaca como a Região Administrativa de maior déficit absoluto, com 14.937 domicílios.

Com relação à mobilidade, o levantamento apontou a morosidade na implementação de grande parte dos planos, projetos e estratégias de transporte. Sem mencionar a predominância crescente do uso do transporte individual motorizado. A realidade do DF ainda desfavorece modos sustentáveis, como o transporte coletivo e trajetos feitos a pé e a bicicleta.

Alem disso, o Distrito Federal possui elevada concentração de empregos e renda na sua área central. O Plano Piloto concentra a maior parte dos empregos formais (52,2%), e também a maior parte da massa salarial do DF (74,7%).

Na semana passada esse levantamento foi apresentado à Comissão de Governança, constituída pelo decreto n° 41.004/2020 e que faz parte da estrutura de revisão do Pdot.

No dia 23 de setembro esse mesmo documento será apresentado ao Comitê de Gestão Participativa (CGP), composto de 34 membros da sociedade civil, também instituído pelo decreto nº 41.004, como forma de garantir a participação popular desde o início do processo.

Pdot

Como uma cidade pode se desenvolver melhor? Qual o perfil dos seus habitantes? E como esses habitantes querem viver na sua cidade nos próximos anos? Para responder essas e outras perguntas, é preciso ter um plano que oriente o seu melhor desenvolvimento.

Por isso existe o Pdot, revisado a cada década para atualizar as diretrizes do planejamento territorial. Afinal, as cidades são dinâmicas e passam por constantes mudanças. E o DF de hoje é muito diferente do de dez anos atrás, com novos desafios que a população enfrenta diariamente.

“Estamos em um momento crucial de reflexão sobre a cidade que queremos, com a pandemia e as mudanças climáticas que o mundo está passando. Por isso, é muito importante que a população e a sociedade organizada participem e se engajem nas discussões”, destacou Giselle Moll.

Ao todo, o Plano Diretor contempla oito eixos temáticos para debates: Meio Ambiente e Infraestrutura; Ruralidades; Mobilidade; Habitação e Regularização; Território Resiliente; Gestão Social da Terra; Desenvolvimento Econômico Sustentável e Centralidades; Participação Social e Governança.

O último Plano Diretor para o DF é de 2009 e teve mudanças incorporadas em 2012. A revisão desse normativo, também conhecido como Lei Complementar nº 803, de 25 de abril de 2009, deve ocorrer a cada dez anos, conforme determinação do Estatuto da Cidade.

Fonte: Seduh

Na manhã de hoje (21), a equipe da administração esteve em reunião na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH) para debater demandas relacionadas ao Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB). 

O PPCUB é o instrumento que esclarece as regras de uso e ocupação do solo do conjunto urbano tombado do Distrito Federal e irá prever, regular e qualificar as áreas de comércio e serviços, áreas verdes, parques urbanos e habitação diversificada.

Na oportunidade, estiveram presentes Giselle Moll, secretária executiva de planejamento e preservação da Seduh (Seplan), o deputado Reginaldo Sardinha e o Administrador Regional do Cruzeiro Luiz Eduardo Pessoa. 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Desde a semana passada, está sendo realizado o serviço  de desobstrução de bocas de lobo por toda a região. 

Com o período de chuvas chegando, é importante estar preparado para evitar que o volume intenso das águas cause alagamentos.

Por isso, a Administração Regional do Sudoeste/Octogonal está contando com o apoio do programa Mãos Dadas, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape), que disponibilizou uma equipe de trabalho para realizar a desobstrução das bocas de lobo.

O serviço consiste na limpeza do interior das bocas de lobo, que entopem por conta de sujeiras existentes na rua e galhos das árvores. Com a desobstrução, essa ocorrência diminui e a eficiência do sistema de drenagem das águas aumenta.

Viu alguma boca de lobo que precisa de limpeza? 

Acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e registre sua solicitação! 

A  Administração do Sudoeste/Octogonal está sempre empenhada na solução rápida e eficiente das demandas que a região necessita. Confira os trabalhos feitos nesta semana:

  • Reunião com o diretor de edificações da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) para tratar sobre a reforma do skate park da Octogonal;

  • Finalizada a instalação de bicicletário no Parque Bosque do Sudoeste;

  • Manutenção da pista de caminhada e calçadas no Parque Bosque do Sudoeste;

  • Continuidade na obra de construção dos estacionamentos na SQSW 104;

  • Reunião na Secretaria de Cidades para tratar de demandas relacionadas a retomada da construção da ciclovia na Avenida das Jaqueiras;

  • Administradora Regional e equipe compareceram à reunião com o diretor de engenharia de trânsito do Departamento de Trânsito (Detran-DF), Pedro Paulo, para reforçar as demandas de sinalização horizontal na região e reinstalação de pardais da 4ª avenida;

  • Roçagem de gramados, limpeza e manutenção da areia da quadra do Parque Bosque;

  • Reunião com o gerente de comercialização da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal  (EMATER-DF) e produtores rurais a fim de alinhar melhorias para a Feira Rural do Sudoeste;

  • Troca de areia da quadra da SQSW 306;

  • Novacap realizou manutenção de canteiro na EQSW 301/302 e tapa-buraco na QMSW 6;

  • Foram recolhidos 5 caminhões de lixo verde na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) realizou a instalação de mais sete papa-lixos na região. As novas unidades ficam localizadas ao lado das primeiras unidades situadas nas quadras da Octogonal. Agora, a Região Administrativa conta com 27 papa-lixos, 14 nas AOS e 13 nas quadras comerciais do Sudoeste. 

O papa-lixo se trata de um contêiner semienterrado com capacidade de até 5.5 metros cúbicos, – equivalente a 5 contêineres – , e é destinado ao descarte de resíduos orgânicos, que devem ser acondicionados adequadamente em sacos plásticos resistentes.

É proibido o descarte por grandes geradores ( responsáveis por descarte de mais de 120 litros diários) e também depositar quaisquer outros tipos de resíduos como recicláveis e podas de árvores.

A coleta é realizada nas terças, quintas e aos sábados.

O objetivo da implementação dos papa-lixos é manter a região mais limpa e minimizar os vetores de proliferação de doenças, além de otimizar a logística da coleta.

Titulares de precatórios expedidos em face do DF ou de qualquer de suas autarquias e fundações poderão receber os valores devidos antecipadamente, por meio do Acordo Direto de Pagamento de Precatório.  

O Edital nº 1/2021, com as regras de adesão à sexta rodada do acordo, foi publicado na edição nº 165/2021 do Diário da Justiça/TJDFT, disponibilizada nesta terça-feira, 31 de agosto. 

Neste Chamamento, poderão aderir os credores de precatórios alimentares expedidos até 31/12/2020 e credores de precatórios comuns expedidos até 1º/07/2020.  

O pagamento antecipado é feito após deságio de 40% sobre o valor atualizado do precatório. Quando houver incidência de imposto de renda e/ou de contribuições à seguridade social, conforme cada caso, a dedução é feita após aplicação do deságio.    

O prazo para aderir à conciliação inicia em 1º de setembro e encerra em 1º de outubro. A proposta de adesão é feita por meio de formulário eletrônico, diretamente pelo interessado ou por meio de procurador ou advogado, no endereço www.acordoprecatorio.pg.df.gov.br 

Desde 2018, quando iniciou essa modalidade de pagamento de precatórios no DF, já foram pagos mais de R$ 310 milhões de forma antecipada a pouco mais de 6.600 credores. No mesmo período, o DF economizou quase R$ 220 milhões.  

Nesta sexta rodada, a proposta de acordo alcança pouco mais de 65 mil credores, dos quais aproximadamente 38 mil foram emitidos no ano passado e têm, agora, a oportunidade de aderir ao acordo. Vale lembrar que, para aderir ao Acordo, o precatório não pode ter sido cedido a terceiros, total ou parcialmente, ou apresentado em processo de compensação.

 

O público-alvo são instituições que possuam atuação educacional ou social e tenham interesse em receber a educação para cidadania em seus espaços para transmitir aos seus respectivos públicos, com a disponibilidade de aulas e materiais didáticos pela Easjur e canal direto de relacionamento com a Defensoria.

Serão 12 encontros virtuais expositivos, por meio do aplicativo Zoom, toda quinta-feira, das 10h às 11h30min, a partir do dia 23 de setembro de 2021, com aulas sobre os direitos e deveres voltados para cada tempo da vida, ministrado por diversos atores do sistema de Justiça, a serem transmitidas de forma síncrona (em tempo real) pelas instituições que se inscreverem, que tenham condições de retransmissão, e que se habilitarem ao gerenciamento e dinâmica de realização da atividade.

O curso será baseado em conteúdos educativos e informativos sobre assuntos da vida em sociedade, que são objeto de judicialização em massa, e foram amplamente discutidos e produzidos no âmbito da Defensoria, por meio da Easjur, que compreende, entre outros temas, os seguintes:

● Vamos falar de família? Curiosidades do direito de família

● Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher: Mitos e Verdades

● Golpes nas Relações de Consumo – Golpes bancários, Golpes digitais e Golpes nos Planos de Saúde

● Como evitar e se livrar do SuperEndividamento

● Habitação – a vida em condomínio

● Longevidade, uma garantia constitucional – População Idosa

● Centro de Atendimento Integrado às vítimas de violência sexual infanto-juvenil 18 de Maio

● Os Direitos da Criança e do Adolescente

● Cartilha de Apoio à Defesa da Mulher

● Caminhos para a Liberdade

● Cultura de Paz e Solução Extrajudicial de Conflitos

● Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos das Mulheres

Também servirá de referência para o curso material produzido pelo Instituto Brasileiro de Educação em Direitos e Fraternidade (IEDF) e atualizado pelo UniCEUB – Clínica de Direitos Humanos e pela Easjur, que aborda os direitos da vida e a vida dos direitos, divididos em 7 tempos com lançamento periódico ao longo do curso:

Nascimento: direito à vida, ao nome, ao registro civil, à saúde, à família, à moradia, à intimidade e privacidade, à liberdade de expressão, à liberdade religiosa; 

Infância: direito a ser criança e à educação; 

Adolescência: direito à igualdade (diferenças e discriminação); 

Juventude: direitos políticos, direito ao trabalho, direito penal, direitos do consumidor, do empreendedor, do contribuinte, direito ao meio ambiente; 

Adulto: casamento, união estável, dissolução das uniões, direitos dos filhos, dos idosos, violência doméstica e questões de gênero;

Idoso: proteção, aposentadoria, morte (direito das sucessões);

Proteção: direito ao Judiciário, à Defensoria Pública, ao Ministério Público, aos movimentos sociais.

Ao todo serão 55 direitos abordados de maneira simples e acessível, tendo como objetivo trabalhar conceitos, dicas de livros, filmes, mitos e verdades.

A atividade também contará com o possível agendamento de visita de defensores públicos in loco às instituições, bem como servirá para levar ao conhecimento das pessoas, por meio dessas instituições multiplicadoras, o rol de serviços da Defensoria e articular formas de agregá-los aos públicos/comunidades participantes, como a Central de Relacionamento com o Cidadão (CRC) e a Unidade Móvel de Atendimento (Carreta) para atendimento itinerante à criança, ao adolescente e às famílias.

A carga horária dos participantes do curso será de 40 horas, distribuídas em 24 horas-aula síncronas e 16 horas de estudo complementar, com a emissão de certificado àqueles que alcançarem o mínimo de 75% de frequência e entregarem redação manuscrita sobre tema tratado no curso.

O facilitador (indicado como responsável pelo gerenciamento do curso na instituição) também será certificado por atuar em 50 horas ao longo do curso, bem como a instituição participante receberá um certificado especial de promoção da educação em direitos, tendo o reconhecimento do seu compromisso em prol da transformação social.

As instituições interessadas poderão se inscrever por meio do formulário disponível no link: https://forms.gle/XJj4f7Q1ahTTJQK98 e deverão se comprometer ao cumprimento do protocolo gerencial do curso que prevê atividades destinadas a proporcionar a melhor experiência educacional aos participantes, quais sejam:

i) deverá indicar um ou dois profissionais que atuarão como facilitadores no projeto e serão o elo entre a instituição e a Easjur para tratar do projeto;

ii) deverá manter atualizado o cadastro de alunos participantes;

iii) deverá informar o controle de frequência para fins de certificação nas seguintes datas: 28 de outubro e 25 de novembro;

iv) deverá disponibilizar o material de referência previamente aos alunos e sugerir a leitura prévia;

v) fomentar a integração e o relacionamento interpessoal dos alunos participantes a partir do conhecimento que é adquirido;

vi) ressaltar aos alunos a importância da consciência cidadã, da responsabilidade individual, social e política de cada sujeito para a sociedade.

Este curso representará um marco na construção compartilhada da política educacional emancipadora fundada na cidadania, na dignidade, na cultura de paz, pela Defensoria e pelas instituições participantes que serão protagonistas desta iniciativa. 

A seguir, o calendário de aulas:

 

Destaca-se também as datas de lançamento do material de referência do curso:

16 de setembro; 29 de setembro; 19 de outubro; 5 de novembro; 15 de novembro; 24 de novembro.

Saiba mais

Em agosto de 2010, a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) e a sua então recém instituída Escola de Assistência Jurídica (Easjur) erguiam a bandeira da Educação em Direitos enquanto ação afirmativa destinada a cumprir com o dever constitucional de proporcionar, para diversos públicos da sociedade,  uma formação baseada no conhecimento da estrutura e funcionamento do Estado, e na responsabilidade individual, social e política.

Diversos projetos foram e continuam sendo realizados há mais de uma década, com o objetivo de promover a educação como prática de liberdade e vetor do acesso primário à ordem jurídica justa, tendo alcançado os mais diversos públicos, entre eles: estudantes e professores da rede pública do DF, pessoas surdas, intérpretes de Libras, sistema socioeducativo, conselheiros tutelares, alguns dos públicos atendidos.

Inúmeras conquistas coroaram os avanços dessa bandeira, sendo um deles que, a partir do projeto “Conhecer Direito”, o Distrito Federal se tornou a primeira unidade federativa a oficializar a Educação em direitos como elemento da educação pública, por meio do Decreto do Governo do DF nº 31.321/2018.

A Defensoria te convida para participar dos Mais de 10 anos da Educação em Direitos. O defensor público do DF e diretor da Escola, Evenin Ávila, tem um convite especial! Vamos construir juntos e juntas uma sociedade ainda mais justa e igualitária.

Fonte: Defensoria Pública do Distrito Federal

Entre os dias 6 e 11 de setembro, será a vez das regiões de Santa Maria, Itapoã, Recanto das Emas, Asa Sul, Cruzeiro e Sudoeste/Octogonal receberem a campanha de vacinação antirrábica. Os pontos de vacinação funcionarão em horários específicos conforme a programação de cada região. A vacinação é importante para proteger animais e seres humanos contra o vírus causador da raiva.

A doença acomete todas espécies de mamíferos, inclusive, seres humanos. Apesar de há muitos anos não haver registro de casos da doença no Distrito Federal, a raiva precisa ser tratada com seriedade pois se trata de uma doença infecciosa de origem viral capaz de levar as vítimas ao óbito em praticamente 100% dos casos.

O único caso de raiva humana, no DF, foi registrado em 1978. O último caso diagnosticado de raiva em cães foi em 2000 e, em gatos, no ano de 2001. O vírus rábico circula no DF em quirópteros, nos bovinos, equídeos e outros animais. O vírus fica presente na saliva de animais infectados e é transmitido principalmente por meio de mordeduras e, eventualmente, pela arranhadura e lambedura de mucosas ou pele lesionada.

Um dos importantes pilares do programa de vigilância da raiva preconizado pelo Ministério da Saúde é a campanha anual de vacinação contra raiva em cães e gatos, de modo a manter, no curto prazo, imunidade em uma parcela significativa da população. Essas campanhas foram iniciadas com a criação do Programa Nacional de Profilaxia da Raiva (PNPR) em 1973.

Veja onde levar seu pet para ser vacinado:

 

Semanalmente, no site da secretaria de Saúde, a lista com os pontos de vacinação será atualizada.

 

Fonte: Secretaria de Saúde

Dúvidas sobre quais os alimentos da época para consumir no mês de setembro? Vá à feira! O Distrito Federal tem feiras rurais ocorrendo em diversas regiões administrativas. Frutas, legumes e hortaliças, frescas ou processadas, de produtores da região estão sendo comercializadas diariamente pelas cidades.

Nas feiras, também é possível encontrar doces, geleias, café orgânico, bolos, pães, cogumelos, plantas ornamentais e mais uma infinidade de alimentos, além de artesanatos.

Este ano, três novas feiras foram criadas, a Feira Rural do Produtor de Vargem Bonita, a Feira Rural do Condomínio Alto da Boa Vista (região administrativa de Sobradinho) e a Feira Rural no Sudoeste, inaugurada no último mês, em agosto. A Feira Rural no Sudoeste funciona todo sábado.

Já a Feira Rural no Parque da Cidade Sarah Kubitschek, apesar de ter iniciado no fim de 2019, foi interrompida por alguns meses em 2020 e também neste ano, devido à pandemia. No entanto, agora está de volta e também vem sendo uma das opções de quem gosta de comprar diretamente de quem produz.

Além de conhecer a história dos produtores e como e onde o alimento é produzido, o espaço é uma oportunidade de comprar produtos de qualidade a preços justos. A feira está ocorrendo em dois domingos por mês, no Estacionamento 13 do Parque da Cidade — local acessível aos frequentadores.

Localizada na DF-140, região administrativa do Jardim Botânico, na Feira de Multiprodutos do Barreiros os consumidores da região podem comprar diretamente de produtores da agricultura familiar que comercializam hortaliças orgânicas, frutas, mel, licores, flores, alimentos agroindustriais e carnes defumadas.

Em todas as feiras é possível encontrar uma variedade de alimentos e produtos de qualidade comercializados por produtores rurais assistidos pela Emater-DF. Todos esses espaços são de acesso livre e estão funcionando respeitando o distanciamento e o uso de máscaras.

Confira abaixo o funcionamento das novas feiras neste mês de setembro:

Feira Rural no Parque da Cidade
Quando: 5 e 19 de setembro (domingo)
Horário: 8h às 14h
Local: Praça Jatobá, estacionamento 13 (próximo à administração do Parque)

Feira Rural no Sudoeste
Quando: Aos sábados (4, 11, 18 e 25 de setembro)
Horário: 8h às 12h
Local: EQSW 301/302, atrás do Parque Bosque do Sudoeste

Feira Rural no CABV – Sobradinho
Quando: Toda terça-feira (7, 14, 21 e 28 de setembro)
Horário: 17h às 21h.
Local: Área multiúso do Condomínio Alto da Boa Vista

Feira Rural do Produtor da Vargem Bonita
Quando: Aos sábados (4, 11, 18 e 25 de setembro)
Horário: 7h às 15h.
Local: Em frente ao comércio local, ao lado da quadra de futebol

Feira Rural de Multiprodutos do Barreiros
Quando: Toda sexta-feira (3, 10, 17 e 24 de setembro)
Horário: 16h às 21h
Local: DF-140, km 11, Núcleo Rural Barreiros

*Com informações da Emater-DF

Fonte: Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e da Administração Regional do Sudoeste e Octogonal, vem atuando para mudar a realidade das pessoas em situação de rua que vivem em quadras comerciais da região.

Pelo menos 20 cidadãos, entre homens, mulheres e crianças, já foram encaminhados ao Centro Pop da Asa Sul este mês, onde têm acesso a refeições, banho e área para descanso durante o dia – além de lavagem de roupas.

O propósito é melhorar as condições de vida de cidadãos que sobrevivem de doações e passam o dia como pedintes em áreas de maior circulação de moradores.

Por meio da Organização da Sociedade Civil (OSC) Instituto Ipês, os cidadãos são abordados nas ruas e criam uma relação de confiança para que aceitem o encaminhamento.

De acordo com a  administradora regional do Sudoeste e Octogonal, Tereza Canal, alguns deles até têm onde morar. Há, inclusive, um senhor doente que resiste em receber ajuda com receio de sair do local onde se alojou.

“Mas, infelizmente, preferem a rua por achar que conseguem mais ajuda. Aqui no Sudoeste tem uma família do SIA que opta por circular e pedir”, conta.

O GDF tem nos 11 Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas) e nos dois Centros Pop (da Asa Sul e de Taguatinga) canais de apoio a essa parcela da população.

O Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), é um braço do Creas responsável por esse atendimento. São 28 equipes distribuídas pelo Distrito Federal. Só no Sudoeste e Octogonal são 36 pessoas.

Mais demanda

Gerente do Seas, André Santoro conta que a pandemia aumentou em cerca de 30% a população em situação de rua no Distrito Federal. A perda de emprego e renda fez com que a demanda saltasse de 1,8 mil pessoas para cerca de 2,4 mil pessoas atendidas por mês pela Sedes.

O Sudoeste é uma área dinâmica com grande rotatividade de pessoas vivendo nas ruas. Santoro conta que um dos obstáculos para a solução do problema é a comunidade que, solidária, faz doações diretas e, sem querer, estimula a permanência dessas pessoas nas ruas.

A orientação é que as doações não deixem de existir, mas que sejam feitas por meio de alguma das instituições que tenham registro no Conselho de Assistência Social da pasta. “A mesma comunidade que reclama [das pessoas vivendo nas ruas] é que doa. E isso pode ser mudado”, alerta.

Fonte: Agência Brasília

No dia 4 de setembro, a Administração Regional do Sudoeste/Octogonal entregou a revitalização de espaços públicos da quadra SQSW 105 do Sudoeste.

Com a cooperação dos moradores da quadra na doação de recursos e a mão de obra da equipe da administração, o parquinho da quadra ganhou novas cores, o piso ao lado, agora, conta com brincadeiras infantis para a criançada, a quadra de areia recebeu pintura no alambrado, o piso do ponto de encontro comunitário e do pergolado estão mais coloridos, além das traves do campinho que também ganharam novas redes.

Agora, a comunidade e, principalmente, as crianças poderão aproveitar os espaços mais coloridos e bem cuidados.

Para prestigiar a entrega, estiveram presentes o deputado distrital Reginaldo Sardinha, a administradora  regional do Sudoeste/Octogonal, Tereza Canal, o administrador regional do Cruzeiro, Luiz Eduardo Pessoa, e moradores da quadra.

Gostaram da transformação?

Os trabalhos desta semana não pararam. Confira tudo o que foi realizado pela Administração Regional:

 

  • Equipe do programa Agricultura Urbana da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (EMATER-DF) visitou a horta comunitária do Sudoeste e repassou orientações técnicas para a comunidade;

  • Continuidade na preparação do solo da quadra da SQSW 303 para receber areia;

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) realizou frisagem de meios-fios em diversos pontos da região; 

  • Reunião com síndicos da QRSW 5, 6, 7 e 8  para tratar sobre os representantes de quadra;

  • Finalizada a pintura do alambrado, quadra poliesportiva e brincadeiras infantis na SQSW 101; 

  • Reunião com a presidência do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) para tratar da instalação de mais unidades de papa-lixo na região;

  • Operação Tapa-Buraco na CLSW 104 e SQSW 101;

  • Novacap realizou poda de gramados na EPIG e 1ª avenida, e manutenção de canteiros na QRSW e SQSW 103/104;

  • Manutenção de meios-fios na 4ª avenida;

  • Recapeamento de asfalto na ESQSW 303/304 e CLSW 105;

  • Foram coletados 13 caminhões de lixo verde em toda a região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Os moradores do Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro e região contam agora com uma boa opção para adquirirem produtos orgânicos frescos, vindos diretamente do campo. Aos sábados, a recém-criada Feira Rural do Sudoeste traz uma boa oferta de insumos para quem quiser adquiri-los nas tendas montadas em frente ao Parque Bosque (SQSW 301/302), de 8h às 13h30.

Frutas, verduras, temperos, leite, café, cervejas artesanais e tantos outros podem ser comprados junto a pequenos produtores que ocupam um espaço aberto e debaixo da sombra das árvores. Atenta aos produtos, a administradora Jarlene de Assis, de 60 anos, abasteceu sua sacola com berinjela, rúcula e abobrinha frescas, trazidas diretamente das regiões rurais do DF.

Jarlene, que mora há 27 anos no bairro, aprovou a iniciativa. “Um local muito agradável, sombra boa, produtos orgânicos e frescos num lugar aberto. Espero que a feira cresça, ela humaniza o bairro, nós não tínhamos isso aqui”, observa.

A feira também surpreende quem vende os produtos, como o tecnólogo Robson de Jesus, de 55 anos. De origem indígena, o maranhense de Barra do Corda espera que os moradores passem a frequentá-la cada vez mais, uma vez que a feira está em sua segunda semana de funcionamento. “A iniciativa é ótima. Facilita muito para os moradores daqui, que podem comprar produtos de qualidade e levá-los à mesa. Eu só como produtos orgânicos e sei que eles fazem diferença para manter a saúde em dia. Os produtos sem agrotóxico trazem outra qualidade”, afirma.

Só neste ano, cinco novos pontos como a Feira do Sudoeste foram criados: as feiras rurais do Produtor de Vargem Bonita, do Condomínio Alto da Boa Vista (região administrativa de Sobradinho), do Parque da Cidade, do Núcleo Rural Barreiros e a do Sudoeste.

Administradora do Sudoeste/Octogonal, Tereza Lamb, conta que a ideia da feira nasceu a partir de uma conversa com uma prefeita de quadra. Após meses de conversa e apoio da Emater e da Secretaria de Agricultura, nasceu a Feira Rural do Sudoeste.

“Essa feira a gente nunca teve e é para abraçar o produtor rural, aquele que não consegue chegar no mercado, no Ceasa. É importante incentivá-los porque daqui a pouco pode ser que não existam mais os pequenos produtores rurais. Hoje nós temos 180 produtores envolvidos aqui”, explica.

A Feira Rural do Sudoeste oferece produtos de integrantes da Cooperativa de Produção e Comercialização Agroecológica Carajás (CooperCarajas), da Associação dos Produtores Agroecológicos (AGE), da Associação dos Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu (Aprospera), da AgroOrgânica e da Central dos Cerrados.

Funcionamento das novas feiras rurais do DF

Feira Rural no Parque
Domingos, das 8h às 14, na Praça Jatobá / Estacionamento 13 do Parque da Cidade (próximo à administração do parque)

Feira Rural no Sudoeste
Sábados, das 8h às 13h30, na SQSW 301/302, em frente ao Parque Bosque do Sudoeste

Feira Rural no CABV (Sobradinho)
Terças-feiras, das 17h às 21h, na área multiúso do Condomínio Alto da Boa Vista, em Sobradinho

Feira Rural do Produtor da Vargem Bonita
Sábados, das 7h às 15h, em frente ao comércio local, ao lado da quadra de futebol.

Feira Rural de Multiprodutos do Barreiros
Sextas-feiras, das 16h às 21h, na DF-140, Km 11, Núcleo Rural Barreiros.

 

Fonte: Agência Brasília

Em setembro, o Parque Bosque do Sudoeste receberá uma experiência para promover uma visão de mundo com mais encantamento, vínculo e cuidado com a natureza.

Exposição fotográfica com as fotos das ações, realizadas pelo Movimento Tempo de Plantar em 2019 e 2020, ficarão expostas durante todo o mês de setembro. Além disso, aos sábados pela manhã teremos oficinas ambientais e artísticas, contação de histórias e momentos de convívio e troca de saberes.

Muita alegria, fotografia, arte, cultura e meio ambiente nos espera no Parque Urbano Bosque do Sudoeste! Acompanhem a programação:

📌 *1° sábado de Setembro – Dia 04/09, de 9h às 12h*
Abertura da Artexposição [Movimento Tempo de Plantar]
Contação de histórias [Davi Mello e Kamuu Dan Wapichana]
Oficina de desenho  [Fernando Lopes e Henrique Behr]

📌 *2° sábado de Setembro – Dia 11/09, de 9h às 12h*
Oficina de horta comunitária [Grupo da Horta Comunitária do Sudoeste/DF]
Apresentação do CSA Veredas [Luiz Otávio e Pedro Cordenonsi

📌 *3° sábado de Setembro – Dia 18/09, de 9h às 12h*
Identificação de árvores [Jorge Roland ]
Oficina pedagógica [Escola Pueri Bilíngue Candanguinho]
Oficina de mandalas naturais [Alegria]

📌 *4° sábado de Setembro – Dia 25/09, de 9h às 12h*
Lançamento do Tempo de Plantar 2021 [Paulo César Araújo]
Exposição de sementes e oficina de bolas de sementes [Simone Vaz]

Observação: Lembrando que devido à pandemia da COVID-19, seguiremos os protocolos sanitários indicados, tais como o uso de álcool em gel e o uso de máscaras. Cuide-se, cuide dos outros e cuide do planeta.

O processo seletivo para as vagas não preenchidas no primeiro processo eletivo do Conselho Distrital de Segurança Pública (Condisp), ocorrido entre os meses de fevereiro e maio, terá início neste mês. As inscrições serão abertas a partir do dia 23 de agosto e poderão ser feitas até o dia 15 de setembro.

O edital com as regras e os prazos foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal, desta sexta-feira (13). Como no primeiro  processo seletivo, toda a tramitação ocorrerá de forma virtual em função da pandemia.

No total, seis vagas poderão ser preenchidas. São elas: Entidades de caráter associativo ou sindical representantes dos praças da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) – 1 vaga; Entidades ou organizações da sociedade civil –  2 vagas; Núcleos de estudo e grupos de pesquisa – 1 vaga; Conselhos comunitários – 2 vagas.
 
“Daremos continuidade ao processo de escolha dos membros do Conselho e, para melhor efetividade dos trabalhos, precisamos do envolvimento de todas as entidades previstas. Não haverá nenhum prejuízo quanto ao formato escolhido, que será on-line, pois os critérios de escolha e desempate estão bastante claros na portaria que define as regras de escolha. Além disso, seguirá o mesmo formato do primeiro processo realizado”, explica o secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo.

Nesta segunda-feira (16), a primeira fase do processo já é iniciada, de acordo com o calendário eleitoral. Desta forma, até o dia 20 de agosto, ocorre o processo de impugnação do edital.

O pedido de inscrição no processo eleitoral deve ser realizado por meio eletrônico, conforme calendário eleitoral previsto. Não serão aceitos pedidos de inscrição apresentados fora do prazo ou dos meios previstos pelo edital.

Uma das finalidades do Condisp é propor diretrizes para políticas públicas de segurança pública e defesa social. Além disso, é responsável pela realização de estudos e ações com objetivo de aumentar a eficiência na execução da política distrital de segurança pública e na prevenção e repressão da violência e criminalidade. As reuniões do Conselho são bimestrais e o calendário com as datas dos encontros já está definido
 
Sobre o Condisp

O Condisp é um dos integrantes estratégicos do Sistema Único de Segurança Pública – SUSP, previsto na Lei Federal n.º 13.675, de 11 de junho de 2018, e na Lei Distrital n .º 6.430, de 19 de dezembro de 2019. Sua natureza é consultiva, propositiva e de acompanhamento social sobre a Política de Segurança Pública do Distrito Federal, com a participação de órgãos públicos, entidades de classe e sociedade civil.
 
Além disso, a instalação do Condisp, juntamente com a implementação da Política Distrital de Segurança Pública e o funcionamento do Fundo se Segurança Pública do DF, constituem contribuições do Distrito Federal à necessidade de o Estado brasileiro fazer cumprir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável(“ODS”), iniciativa promovida pela Organização das Nações Unidas, que consolida conjunto de 17 objetivos e 169 metas que 193 países acordaram após dois anos de discussão e que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2016.
 
Formado por um representante titular e o respectivo suplente dos seguintes órgãos, associações, sindicatos e entidade da sociedade civil:

Secretaria de Estado da Segurança Pública do Distrito Federal – SSP/DF;
Polícia Militar Do Distrito Federal – PMDF;
Polícia Civil Do Distrito Federal – PCDF;
Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal – CBMDF;
Departamento de Trânsito do Distrito Federal – DETRAN/DF;
Casa Civil do Distrito Federal – CACI/DF;
Secretaria de Estado de Educação – SEDF;
Secretaria de Estado de Saúde – SES/DF;
Defesa Civil do Distrito Federal.

Acesse a regulamentação e os documentos para inscrição nos links abaixo:

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO 2º processo eleitoral Condisp

Portaria 110 de 27_07_2021 Disciplina o processo de eleição para a composição do CONDISP

* Com informações da SSP/DF

Fonte: Agência Brasília

 

Começou a arrecadação de brinquedos e livros infantis da edição 2021 da campanha Vem Brincar Comigo, do Governo do Distrito Federal (GDF). A iniciativa, que está na terceira edição, tem objetivo de fazer um Dia das Crianças mais feliz para crianças do DF em situação de vulnerabilidade social.

A partir desta segunda-feira (30) até o dia 30 de setembro, será possível realizar doações nas administrações regionais, batalhões do Corpo de Bombeiros, órgãos do GDF, Palácio do Buriti e anexo, e também na sede na Defesa Civil do DF, no SIA Trecho 6 Lotes 25/35 Edifício Excellence Business Center.

No ano passado, a campanha idealizada pela primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, e coordenada pela Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância, vinculada à Chefia de Gabinete do Governador, arrecadou mais de 40 mil itens.

De acordo com Mayara Noronha Rocha, nesta terceira edição, a campanha visa bater o recorde de arrecadação do ano passado. “Quando sociedade civil, empresariado e servidores públicos unem esforços com o propósito de fazer o bem ao próximo, é possível levarmos esperança para milhares de crianças que não podem ter um brinquedo”, enfatizou a secretária.

Devido aos protocolos e medidas de segurança sanitárias, recomenda-se a higienização dos itens doados com água e sabão ou álcool 70%. Além disso, para facilitar a identificação e a manipulação do item, recomenda-se que os donativos sejam acondicionados em sacos transparentes.

Segundo Anucha Soares, subchefe de Políticas Sociais e Primeira Infância, o processo de higienização das doações foi implementado o ano passado, devido à pandemia, e continua sendo adotado. “A doação é um ato de amor, carinho e respeito ao próximo. Portanto, partindo desse pressuposto, pedimos que os itens doados estejam em condições de serem utilizados, bem como higienizados”, ressalta.

As informações sobre a Vem Brincar Comigo podem ser acompanhadas por meio da página da campanha, no portal do GDF.

*Com informações da Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância

Fonte: Agência Brasíiia

 

Os clientes do comércio das QRSW 5 e 8 do Sudoeste Econômico têm, a partir de agora, novas 29 vagas para estacionar com segurança antes de fazer compras. A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal entregou, nesta sexta-feira (27), os dois estacionamentos que demandaram investimento de R$ 59.173,90, proveniente de emenda parlamentar do deputado distrital Reginaldo Sardinha.

Se tratava de uma demanda de mais de uma década dos moradores e comerciantes do local. Segundo a administradora, Tereza Canal Lamb, o Sudoeste Econômico tem oito quadras, os prédios não têm garagem e há estacionamentos na frente de cada bloco, mas as vagas são insuficientes para os moradores.

O problema é maior onde ficam os blocos comerciais. Na frente de cada um deles há um estacionamento, mas também com poucas vagas. “Esses locais ficam onde era a área verde, que já era usada para a parada dos veículos. Mas era de terra, pura poeira na seca e barro na chuva”, afirma.

No comércio da QRSW 5 são apenas nove vagas, que não são suficientes nem para os donos e funcionários das lojas, nem para os moradores das quitinetes do prédio. Dona de uma loja de semijoias no local, a empresária Iêda Maria Cunha, 55 anos, conta que os comerciantes sofrem com a falta de vagas há uns 20 anos. “Os clientes não tinham onde parar o carro e reclamavam de estacionar na terra”, diz.

Agora, o estacionamento da QRSW 8 conta com 14 vagas e um total de 175 m² de área construída. Já no da QRSW 5 são 15 vagas e um total de 187,5 m² de área construída. As vagas são de bloquetes e estão sinalizadas. A obra foi executada por empresa contratada por licitação pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e concluída em 30 dias.

O secretário-executivo das Cidades, Valmir Lemos, pediu ajuda da comunidade na conservação do estacionamento. “É uma obra pequena se a gente olhar pelo valor, mas que vai trazer um grande benefício para a comunidade”, afirmou.

 

 

Fonte: Agência Brasília

 

As ações na Administração Regional do Sudoeste e Octogonal não param. Confira o trabalho que foi realizado durante toda esta semana:

 

  • Entrega dos estacionamentos da QRSW 5 e 8 do Sudoeste;

 

  • Reunião com o secretário de governo, José Humberto, para tratar sobre obras na região;

 

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) realizou frisagem de meios-fios em diversos pontos da região;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião com síndicos da QRSW 1, 2, 3 e 4  para tratar sobre os representantes de quadra;

 

  • Pintura do alambrado e da quadra poliesportiva da SQSW 101;

 

  • Administradora Regional e equipe compareceram à reunião com o diretor de urbanização da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), André Luiz Vaz;

 

  • Administradora Regional compareceu à visita à creche Q’ Carinho;

 

  • Finalizada a pintura de brincadeiras infantis, bancos, alambrado da quadra, piso do ponto de encontro comunitário (PEC), traves do campinho, e piso do pergolado na SQSW 105;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião com a equipe da vice-governadoria do Distrito Federal para apresentação do projeto Café com o Vice;

 

  • Finalizada a instalação da estação de ginástica na Praça das Motos, na QMSW 4, conjunto A;

 

  • Reunião com equipe da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (EMATER-DF) e produtores rurais para debater sugestões para a Feira Rural do Sudoeste;

 

  • Novacap realizou podas de árvores na QRSW, manutenção de meios-fios na 4ª avenida e manutenção de canteiros;

 

  • Instalação de mais 7 unidades de papa-lixo na Octogonal;

 

  • Visita à síndica da QRSW 8, b7 para tratar sobre demanda de estacionamentos;

 

  • Revitalização de tampa de bueiro na SQSW 101;

 

  • Foram recolhidos 14 caminhões de lixo verde na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

O secretário da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal, Flávio Santos, participou da atividade

A dança pode ser um elemento de inclusão para a pessoa com deficiência. E foi isso que a Mostra de Dança DiverCidades, realizada no último sábado (14) na Arena do Sudoeste, trouxe.

A iniciativa foi de Tatiana Assem Haidar, diretora da companhia de dança Pegada Black. Ela, que também participa do Movimento Luz, apresentou a proposta ao presidente do grupo, Petrônio Paixão, que apoiou o projeto, possibilitando a realização do evento.

Netha Fernandes, presidente do Movimento Luz – Inclusão Social, elogiou a atividade e destacou a importância da dança para a inclusão. “Representa igualdade. Sua capacidade não está sendo testada, está sendo mostrada”, garante.

Ao todo, aproximadamente 300 pessoas compareceram ao evento. O grupo do Movimento Luz era formado por sete componentes, sendo que cinco delas eram pessoas com deficiência com três cadeirantes entre eles. Uma das professoras que ensaia com o grupo é a dançarina Lu Lemos.

O grupo se reúne às terças e quintas, na parte da manhã, para ensaios. No restante do tempo, as integrantes se dedicam às demais atividades da instituição, que presta serviços à comunidade de Ceilândia desde 2018.

Sobre como é a sensação de estar no palco, Netha menciona a liberdade durante as apresentações. “É como se não existisse cadeira de rodas. A capacidade se torna real naquele momento e você se conhece. No momento que você está dançando, você se sente livre”, comenta.

Segundo a dirigente, a dança trabalha a “inclusão, deficiência e a capacidade de cada um”. “As deficiências não são iguais. Então, a professora trabalha o que eu posso fazer e cria a coreografia em cima da sua capacidade”, diz Netha.

O secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Santos, esteve no evento, onde parabenizou o grupo pelo trabalho. “A dança é um ambiente cujo acesso é muitas vezes negado à pessoa com deficiência. Alguns erroneamente acham que nós somos incapazes de dançar”, lembra.

O gestor diz apoiar iniciativas como a do Movimento Luz, que possibilitam a inclusão da pessoa com deficiência. “O trabalho do instituto prova que o lugar da pessoa com deficiência é onde ela quiser estar”, garante Flávio Santos.

Fonte: Secretaria da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal

 

Os moradores do Sudoeste que desejam levar seus animais para se divertirem com maior segurança, agora, têm um novo espaço revitalizado. Isso porque no final do mês de julho, foi realizada a reinauguração do Pet Bosque localizado no Parque Bosque do Sudoeste. A revitalização do local foi possível por meio do Programa Adote uma Praça da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe-DF), que concedeu a participação de um pet shop da região para dar vida ao novo espaço.

O local cercado ganhou pintura no alambrado, limpeza, instalação de lixeiras e cata caca. O evento de entrega contou com stands voltados a produtos e serviços destinados aos animais e uma feira de adoção de cães e gatos.

A empresária Lúcia Lima, proprietária do pet shop adotante do espaço público, destacou a relevância de espaços reservados para os animais. “Como a gente atende os clientes do pet shop, sabemos da necessidade de um espaço reservado para que os pets possam aproveitar e brincar com segurança. É uma forma de poder proporcionar aos moradores que realmente precisam de uma área ampla para os seus animais”, explica.

Edimeres Tavares, moradora da região, concorda com a importância da reinauguração do Pet Bosque,  já que, segundo ela, faltam espaços para os cachorros ficarem à vontade, sem ficarem amarrados nas coleiras. “Aqui meu cachorro fez muita amizade, correu bastante, adorou. Com certeza irei voltar mais vezes”, contou.  

A Administradora Regional, Tereza Canal, elogiou o programa Adote uma Praça. “O programa é uma ótima maneira de recuperar diversos espaços públicos nas regiões. Aqui no Sudoeste, além do Pet Bosque, a administração juntamente com o apoio de diversos órgãos, e a parceria com uma rede de supermercados, revitalizaram toda uma praça localizada na QRSW 1 do Sudoeste Econômico, graças ao programa Adote Uma Praça,” relembrou a administradora.

Adote uma Praça

O projeto Adote uma Praça da Secretaria de Projetos Especiais, trata-se de de parcerias público-privadas para a manutenção e a recuperação de locais como áreas verdes, parques urbanos, praças, jardins, rotatórias, canteiros centrais de avenidas, pontos turísticos, monumentos e outros espaços. Para adotar uma área, basta procurar a administração da sua região para mais informações.

Confira abaixo fotos do evento e do espaço:

 

Com início marcado para o dia 1º de setembro, o Ciclo de Palestras de Integridade Pública tem como missão a orientação e o treinamento dos servidores do GDF sobre temas que fundamentam os conceitos de integridade, ética e governança pública.

O evento é idealizado pelo Núcleo Especial de Governança de Integridade Pública da PGDF (NUGIP-PGDF), em parceria com a Controladoria-Geral do Distrito Federal e com a Secretária de Estado de Economia do Distrito Federal, e será realizado por meio da Escola de Governo do DF, em modalidade virtual.

A palestra de abertura, intitulada “O papel Educativo das Comissões de Ética”, será ministrada pela Conselheira da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, Roberta Codignoto, e debaterá a importância da adoção de medidas destinadas à prevenção, detecção e punição de fraudes e atos de corrupção.

As inscrições, que se encerram no dia 23/08,  estão abertas por meio do link: https://sistemas.df.gov.br/EGOV/DetalheTurma.aspx?TurmaId=219
 

📢 Tema: O papel Educativo das Comissões de Ética
👩‍🏫 Palestrante: Roberta Codignoto
📅 Data: 1º/09/2021
⏱ Horário: Das 14h às 15h.

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: ROSUALDO RODRIGUES

Quem passa pela Praça  das Motos, localizada na QMSW 4, conjunto A do Sudoeste, percebe que o espaço está mudado. O novo visual é resultado de trabalho da equipe da Administração Regional, com apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e parceria de motociclistas, comerciantes e moradores do Setor de Oficinas.

O ponto de encontro dos motociclistas ganhou pintura nova no piso, bancos e calçadas, instalação de mesas,  recuperação e ampliação de calçadas, podas, rampas de acessibilidade e recuo para contêineres. O objetivo da obra foi trazer mais vida ao espaço, para que os motociclistas possam, nos fins de semana, usufruir do local de maneira mais segura.

Com a reforma, o espaço também passa a se chamar oficialmente de Praça das Motos | Foto: Administração Sudoeste/Octogonal

De acordo com a administradora regional do Sudoeste/Octogonal, Tereza Canal, a Praça das Motos é um espaço que estava há mais de 20 anos sem manutenção. “A praça estava precisando dessa reforma, pois se tornou ponto de encontro de motociclistas não só do Sudoeste, mas de vários lugares de Brasília”, afirma.

Para Sergio da Cunha, proprietário de uma oficina no setor, a reforma ficou espetacular. “Hoje é um dia muito feliz para nós do Setor de Oficinas. Frequentar a praça é um momento muito descontraído para todos. Ela estava  realmente abandonada e com ajuda de todos fizemos essa maravilha que hoje se chamará oficialmente Praça das Motos. É fabuloso esse espaço dedicado aos motociclistas”, elogia.

O novo espaço ganhou também a aprovação dos motociclistas. “Melhor impossível”, diz Marco Antônio Portinho. Ele enfatiza a consideração do local para motociclistas. “É o maior encontro semanal do Brasil. Tem sábados que nós chegamos a reunir 3 mil motociclistas e triciclistas aqui. Então, você vê a importância que esse espaço tem pra nós”.

Já Ezequias Cardoso, um dos fundadores da Praça da Motos, relembrou como tudo começou. “Nós descemos pra cá e pensamos: ‘Por que não começamos a nos reunir aqui. Criamos um grupo no WhatsApp que está ativo até hoje e nos encontramos semanalmente aqui”, contou.

*Com informações da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal

A semana na Região Administrativa do Sudoeste/Octogonal foi de muito trabalho. Confira abaixo tudo o que foi realizado:

 

  • Inauguração da Feira Rural do Sudoeste;

  • Pintura de parada de ônibus na EPIG;

  • Administradora Regional compareceu à inauguração da nova agência do BRB localizada no Terraço Shopping;

  • Finalizada a pintura do alambrado da quadra de areia e dos bancos da SQSW 105;

  • Finalização da revitalização das calçadas da SQSW 303;

  • Concretagem e colocação de bloquetes nos estacionamentos da QRSW 5 e 8;

  • Urbanização da base da estação de ginástica instalada na Praça das Motos, na QMSW 4, conjunto A;

  • Pintura do alambrado da quadra poliesportiva da SQSW 101;

  • Preparação de solo da quadra da SQSW 303 para receber areia;

  • Reunião com prefeitos do Sudoeste para debater pautas pertinentes à região;

  • Tapa-Buraco na Avenida das Jaqueiras;

  • Manutenção de meios-fios na 4ª avenida;

  • Manutenção de canteiros no SIG e podas de árvores na SQSW 302, CLSW 302 e QRSW;

  • Administradora Reguinal e equipe compareceram à reuniões na Terracap e Seduh;

  • Instalação de bancos na PEC da SQSW 104;

  • Visita à síndicos da QRSW 7/8 para tratar demanda de estacionamentos;

  • Foram coletados 19 caminhões de lixo verde em toda a região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Inaugurada neste sábado (14), a Feira Rural no Sudoeste agradou moradores que passaram pelo local. A partir de agora, a comunidade do Sudoeste e região pode comprar alimentos orgânicos no novo ponto de comercialização aos sábados, de 8h às 13h30, na área verde da EQSW 301/302, atrás do Parque do Bosque. O espaço também conta com produtos da sociobiodiversidade, como farinha de jatobá e castanhas.

Maria Aparecida, 36 anos, estava passando pelo local e parou para conferir. “Estou encantada com os produtos. Não resisti e estou levando algumas coisas para provar”, disse ela, que é moradora do Sudoeste. Frutas, verduras, temperos, produtos de agroindústrias de produtores rurais e alimentos diferenciados como castanha de baru, licor de jenipapo e molhos caseiros foram oferecidos no espaço.

Sob o conceito de sociobiodiversidade, relação entre bens e serviços gerados a partir de recursos naturais, voltados à formação de cadeias produtiva e comunidades tradicionais e de agricultores familiares, a feira atraiu diversos frequentadores do Parque do Bosque. A inauguração também foi prestigiada pelo secretário de Agricultura, Candido Teles, e pela presidente da Emater-DF, Denise Fonseca.

“Essa feira tem muito potencial de crescimento e de se tornar uma referência do Sudoeste. Com isso, ganham os consumidores, com produtos de qualidade e saudáveis, e ganham os produtores, que conseguem ter aqui mais uma oportunidade de comercializar seus produtos”, destacou Denise.

A feira oferece produtos de produtores integrantes da Cooperativa de Produção e Comercialização Agroecológica Carajás (CooperCarajas), da Associação dos Produtores Agroecológicos (AGE), da Associação dos Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu (Aprospera), da AgroOrgânica e da Central dos Cerrados. Só as associações representam 180 produtores do Distrito Federal.

O novo ponto de comercialização conta com apoio da Emater-DF, da Secretaria de Agricultura e da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal. O gerente de Comercialização da Emater-DF, Blaiton Carvalho, afirmou que a expectativa é incluir mais produtores no espaço e aumentar a oferta de produtos para os consumidores locais. 

Também estiveram presentes na feira o secretário-executivo de Agricultura,  Luciano Mendes, a administradora regional do Sudoeste, Tereza Canal Lamb, e extensionistas da Emater-DF. Integrantes do Comitê Todos Contra o Covid realizaram a entrega de máscaras e álcool em gel aos frequentadores.

Representantes da Emater-DF , da Seagri e da Administração do Sudoeste prestigiaram a inauguração da feira

 

Fonte: EMATER-DF

O curso vai apresentar, entre outros temas, elementos básicos para a elaboração de um Plano de Trabalho e abordará a execução de contratos e a prestação de contas | Foto: Silvio Abdon/CLDF

O Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC) – Lei nº 13.019/14 – é tema de curso a distância da Escola do Legislativo do Distrito Federal (Elegis), que terá duas turmas a partir do dia 23 de agosto próximo. Destinado a integrantes de associações de moradores, prefeituras comunitárias, conselhos comunitários e membros de OSC, constituída há pelo menos dois anos, o treinamento está com inscrições gratuitas abertas.

Além de noções do MROSC, o curso vai apresentar, entre outros temas, elementos básicos para a elaboração de um Plano de Trabalho e abordará a execução de contratos e a prestação de contas na perspectiva da Política Pública de Participação das Organizações da Sociedade Civil, que trata do apoio à manutenção de equipamentos e à conservação de áreas verdes, previsto na Lei nº 6.915/2021.

Segundo Gerson Silva, da Escola do Legislativo, a proposta enquadra-se nos objetivos da CLDF de oferecer formação em temas como “cidadania” ao público externo. “A ideia é capacitar os representantes das OSC nos trâmites das parcerias que podem ser firmadas com o Poder Público”, explica.

Na Sala de Aula Virtual da Elegis, o curso será ministrado pelo professor Ivan Gusmão Cavalcante, servidor da Secretaria de Educação do DF, com experiência em Gestão Educacional e em análise de prestação de contas em convênios com a pasta. Consultor pedagógico e poeta, com quatro livros publicados, ele também é instrutor da Escola de Governo do DF.

A primeira turma, com 50 vagas, terá aulas de 23 a 26 de agosto das 8h às 12h e as inscrições podem ser feitas até o dia 20 próximo. Para a segunda turma, com o mesmo número de vagas, o curso começa em 30 de agosto e prossegue até 2 de setembro, no mesmo horário. Neste caso, é possível inscrever-se até o dia 27 de agosto. As inscrições são realizadas na página da Escola do Legislativo do DF e, inicialmente, é necessário cadastrar-se na plataforma.

Marco Túlio Alencar – Agência CLDF

Fonte: Câmara Legislativa Distrito Federal

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal tem atendido diversas demandas para a melhoria na cidade. Confira as ações realizadas nesta semana:

 

  • Finalização da pintura do parquinho infantil da SQSW 303, entre os blocos A e B;

  • Finalizada a pintura do alambrado do parquinho infantil da SQSW 105, entre os blocos E e F;

  • Reunião com o Conselho Comunitário de Segurança do Sudoeste/Octogonal (Conseg);

  • Colocação de areia na quadra da SQSW 105, entre os blocos E e F;

  • Continuidade da revitalização de calçadas na SQSW 303, ao lado do bloco D;

  • Administradora Regional compareceu à reunião com comerciantes e síndicos da CLSW 101;

  • Operação Tapa-Buraco na SQSW 100, 102, 103, 104,  302, e CLSW 302; 

  • Continuidade da obra de construção dos estacionamentos da QRSW 5 e 8;

  • Reunião na Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap);

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) realizou frisagem de meio-fios na QRSW;

  • Reunião com o Comitê de Áreas Integradas de Segurança Pública (CAISP);

  • Instalação de equipamentos de musculação na Praça das Motos, na QMSW 4, conjunto A;

  • Continuidade da obra de drenagem na QMSW 6, próximo à Maternidade Brasília;

  • Manutenção de canteiros na quadra 8 do SIG e poda de árvores na CLSW 302 Bl. B / SQSW 302 Bl. I;

  • Foram coletados 13 caminhões de lixo verde em toda a região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Brasília ganha mais uma feira rural com alimentos frescos, saudáveis e produzidos regionalmente. A partir de sábado (14), das 8h às 13h30, quatro organizações de produtores do Distrito Federal e do Entorno começam a comercializar seus produtos atrás do Parque Bosque do Sudoeste, no estacionamento entre as quadras 301/302. A feira vai funcionar todo sábado.

Hortaliças, frutas, mel, geleias e outros produtos processados artesanalmente e provenientes da biodiversidade poderão ser encontrados no local. A feira contará com participação de produtores da Cooper Carajás, da AgroOrgânica, da Central do Cerrado e da Associação dos Produtores Agroecológicos (AGE).

Para o extensionista da Emater-DF José Nilton Campelo, “as feiras são uma forma de aproximar produtores e consumidores, reduzindo também o ciclo de intermediários e de transporte dos alimentos, favorecendo quem vende e quem consome. O consumidor adquire alimentos locais, frescos e saudáveis”.

A administradora do Sudoeste, Tereza Canal Lamb, lembra que a população tem muito a ganhar com a feira rural. “Essas feiras trazem uma variedade muito grande de frutas, verduras e hortaliças orgânicas de qualidade, produzidos por produtores do próprio Distrito Federal. Além disso, é uma forma de incentivo à produção rural familiar”, diz.

“Essa é uma oportunidade para que o consumidor possa ter direto do produtor produtos orgânicos de boa qualidade, com acompanhamento da Emater e da Defesa Agropecuária da Seagri. Dessa forma é possível apoiar os dois segmentos: o produtor e o consumidor. É muito importante que a gente aproxime o produtor do consumidor, tirando os intermediários. Isso ajuda a ter um preço melhor para o consumidor e fortalece muito a produção agrícola, principalmente nesse caso, dos orgânicos”, afirmou Candido Teles, secretário de Agricultura do Distrito Federal.

A organização é uma parceria entre os produtores, a Administração do Sudoeste, a Secretaria de Agricultura e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF).

 

Serviço

Feira Rural no Sudoeste

Dia: Aos sábados (Inauguração dia 14/08/21)

Horário: 8h às 13h30

Local: EQSW 301/302, atrás do Parque Bosque do Sudoeste

 

 

Fonte: EMATER-DF

O mês de agosto começou e os trabalhos realizados na Administração Regional não param. Vamos acompanhar as ações realizadas ao longo desta semana?

 

  • Entrega da revitalização da Praça das Motos na QMSW 2, conjunto A;

 

  • Reinauguração do Pet Bosque no Parque Bosque do Sudoeste;

 

  • Reunião na Novacap, CEB, Secretaria de Obras, Secretaria de Governo e Green Ambiental;

 

  • Continuidade na revitalização das calçadas na SQSW 303;

 

  • Manutenção de canteiros na 1ª avenida e quadras 300;

 

  • Encontro com os prefeitos do Sudoeste;

 

  • Continuidade da obra de construção dos estacionamentos da QRSW 5 e 8;

 

  • Execução de obra de drenagem na QMSW 6, próximo à Maternidade Brasília;

 

  • Mutirão da limpeza realizou frisagem de meios-fios na Avenida das Jaqueiras;

 

  • Visitas técnicas na CLSW 300, QMSW 4, conjunto C e QRSW 7, bloco B15;

 

  • Foram coletados 9 caminhões de lixo verde em toda a região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal não para. Esta semana não foi diferente, confira abaixo as ações realizadas:

 

  • Revitalização artística de dois pontos de ônibus localizados na 4ª avenida do Sudoeste; 

 

  • Continuidade na revitalização de calçadas na SQSW 303, ao lado do bloco B;

 

  • Administradora Regional e equipe compareceram à visita ao síndico da QRSW 7 para tratar demanda de estacionamento;

 

  • Finalização da revitalização da Praça das Motos na QMSW 2;

 

  • Visita à Paróquia São Pio de Pietrelcina;

 

  • Continuidade na construção dos dois estacionamentos localizados em frente ao comércio da QRSW 5 e 8;

 

  • Obra de drenagem de águas pluviais na QMSW 6;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião na Novacap e na Secretaria de Obras;

 

  • Entrega do Ponto de Encontro Comunitário (PEC) da SQSW 104, atrás do bloco B;

 

  • Administradora Regional compareceu à visita à creche Q’ Carinho para tratar demandas referentes à quadra 6 do SIG;

 

  • Foram coletados 9 caminhões de lixo verde em toda a região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Diante do objetivo de evitar conflitos por meio da educação em direitos, a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), o Ministério Público do DF e dos Territórios (MPDFT) e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) lançaram a segunda versão da cartilha “Meu Condomínio Legal”, nesta quarta-feira (14), às 15h. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal do TJDFT no Youtube.

Com a parceria, as instituições disponibilizam conteúdos didáticos para alcançar moradores de qualquer habitação coletiva do Distrito Federal. Desta maneira, o embasamento da cartilha deriva da constatação da crescente litigiosidade no Sistema de Justiça quanto às ações judiciais referentes aos condôminos.

O subdefensor público-geral do DF, Danniel Vargas, o defensor público, Evenin Ávila e a defensora pública, Clélia Brito, celebraram o lançamento do material, decorrente da cooperação entre o Sistema de Justiça, para difundir o conhecimento à população. 

“Eu vejo o meu condomínio legal como um divisor de águas. Porque ele traz a justiça em um ângulo. O ângulo da prevenção. O ângulo da sustentabilidade. É nesse caminho que nós precisamos investir.”, destacou o defensor Evenin Ávila.

A fim de propor estratégias que reduzam, em especial, a abertura de novos processos, a Defensoria contribuiu significativamente para a produção da cartilha. O cerne da segunda edição do “Meu Condomínio Legal” desdobrou-se com princípios da educação em direitos, política desenvolvida desde 2018 pela DPDF.

“Além de garantir um abrigo permanente, é importante que o direito à moradia venha acompanhado de instruções, quanto aos direitos e deveres desses moradores. Especialmente agora que há uma  proximidade maior entre as famílias, uma vez que vários residem no mesmo prédio. É importante que além do fornecimento à moradia também haja assistência”, considerou a defensora pública Clélia Brito. 

A vice-presidente do Tribunal, desembargadora Sandra De Santis, enfatizou que a divulgação do material é decisiva para conter o aumento de judicialização de casos referentes às habitações coletivas. Além disso, a cartilha previne conflitos e abre espaço para uma melhor qualidade de vida dos moradores.

“A cartilha tem o objetivo de esclarecer as dúvidas de moradores de condomínios e de participantes de projetos tradicionais. Esse assunto até é mencionado, mas ainda é pouco discutido. No entanto, é de grande importância. O desconhecimento dessas obrigações pode destruir o investimento de uma vida com consequências ruins para muitas famílias”, explicou a desembargadora.

Conheça a cartilha

As instituições elaboraram o material, de forma conjunta, diante do aumento considerável de ajuizamento de ações referentes aos condomínios habitacionais. Após a pesquisa jurisprudencial de temas relevantes, a cartilha foi organizada em nove tópicos com as dúvidas mais frequentes.

A edição atualizada do documento trata, inicialmente, dos prós e contras para análise antes da compra do imóvel próprio. Entre as questões referentes ao financiamento imobiliário, despesas adicionais e a adesão de diversas obrigações, tais como parcela mensal do imóvel, taxa condominial, imposto predial e territorial urbano (IPTU) e a taxa de limpeza pública (TLP), incorporam-se ao cotidiano.

Na cartilha, são destrinchados os primeiros passos após ser habilitado(a) para receber um apartamento. O indivíduo deve visitar o condomínio, tirar dúvidas com o síndico e informar-se sobre as taxas ordinárias e extraordinárias. Tais despesas se referem, respectivamente, quanto a contas fixas comuns e encargos emergenciais da obra. 

Em destaque, o material ressalta que, independente do apartamento ser o único imóvel (bem de família), a proteção legal não impede a tomada ou leilão do apartamento, em caso de dívida com o banco. Em razão das potenciais dúvidas sobre financiamento, o documento traz informações do Fundo Garantidor da Habitação Popular (FGHAB).

O caminho da educação em direitos concretiza a busca de novas formas para lidar com ações judiciais repetitivas. Assim, a favor da redução do excesso de litigiosidade quanto à temática habitacional, o documento apresenta tanto os direitos e deveres do morador quanto do síndico. Entre as orientações, a participação nas assembleias do condomínio é essencial para acordos coletivos.

Com base neste entendimento, o cotidiano entre os moradores também deve ser celebrado por respeito e cordialidade. Mesclando o embasamento legal com os conflitos mais comuns, a cartilha orienta uma normativa de ações para convivência condominial. Por exemplo, a perturbação do sossego com barulhos excessivos ou fora do horário acordado, animais de estimação e crianças podem ser mediadas. 

Apenas no Distrito Federal, as divergências entre vizinhos por barulho aumentaram cerca de 50% até julho de 2020, segundo o índice da Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais (ABRASSP). Assim, nos termos da Lei Distrital nº 4.092/2008, são estabelecidos os limites máximos de barulho para garantir a todos um espaço pacífico.

No entanto, para problemas adversos que não logrem êxito no acordo de maneira interpessoal ou com o síndico, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) do TJDFT atende por todo o Distrito Federal. 

Para agendar uma mediação no CEJUSC, o Canal Conciliar está disponível para cidadãos e cidadãs iniciarem o procedimento.

Acesse a 2ª edição da cartilha Meu Condomínio Legal.

As obras dos dois estacionamentos localizados em frente aos comércios da QRSW 5 e 8 foram iniciadas.

A solicitação é uma demanda antiga dos moradores e comerciantes do Sudoeste Econômico.

A obra está sendo executada por uma empresa contratada pela Novacap e conta com o aporte de emendas parlamentares do Deputado Reginaldo Sardinha. 

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal e SIG agradece ao Governo do Distrito Federal por viabilizar essa e outras diversas benfeitorias na região.

 

A equipe da Administração Regional finalizou o reforço nas pinturas das brincadeiras infantis ao lado do parquinho infantil do Parque Bosque do Sudoeste.

As brincadeiras ganharam mais cores para que a criançada possa desfrutar ainda mais desse espaço no parque. Além disso, o alambrado do parquinho também está de cara nova.

E aí, gostaram? ♥️

 

Neste mês de julho, os serviços realizados na região estão recebendo reforço por meio do Programa GDF Presente, que reúne ações integradas de diversos órgãos para a recuperação e melhorias das RA’s.

Estão sendo executados os serviços como revitalização e recuperação de calçadas na SQSW 303 e Praça das Motos, drenagem na SQSW 102, podas de árvores, roçagem de gramados, manutenção de canteiros e coleta de lixo verde.

A Administração Regional agradece o total empenho do Governo do Distrito Federal (GDF) em executar as demandas solicitadas pela população.

Tem alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF.

Na última semana, os pontos de ônibus localizados nos dois sentidos da Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG) ganharam novas rampas de acessibilidade. As rampas que já existiam também foram revitalizadas. 

O objetivo é melhorar a acessibilidade dos usuários de transporte urbano que têm algum tipo de necessidade especial, como cadeirantes.

A obra foi realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e teve indicação do Deputado Distrital @sardinha .

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal agradece ao Governo do Distrito Federal  (GDF) por dar prioridade às demandas voltadas à acessibilidade na região.

O Serviço de Limpeza Urbana finalizou a instalação de 282 unidades de lixeiras papeleiras no Sudoeste, Octogonal e Setor de Indústrias Gráficas (SIG). 

Esta etapa de instalação atendeu áreas residenciais e comerciais de maior circulação de pedestres. Ao total, o Distrito Federal receberá 11.497 novas lixeiras. 

A escolha dos locais também contou com o apoio da população por meio do aplicativo SLU Coleta DF, onde os moradores puderam dar sugestões dos locais para a instalação. 

O aplicativo ainda proporciona ao usuário conferir os dias e horários certos em que as coletas convencional e seletiva passam em determinados locais. O usuário também pode se inscrever para receber um alerta no celular quando o caminhão estiver chegando.

Além de todas essas ferramentas, a mais importante é a conscientização. 

Jogue o lixo no lixo e ajude a manter a região cada vez mais limpa!

 

Os trabalhos feitos pela Administração Regional do Sudoeste/Octogonal não param. Confira abaixo as ações realizadas:

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) finalizou a instalação de 282 lixeiras papeleiras no Sudoeste, Octogonal e SIG;

 

  • Departamento de Estradas de Rodagem realizou a construção de rampas de acessibilidade nos pontos de ônibus da Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG);

 

  • Novacap realizou recapeamento de estacionando na QRSW 7;

 

  • Revitalização de tampa de boca de lobo na Praça Esaú de Carvalho na CCSW 1 a 4;

 

  • Novacap realiza obras de drenagem na SQSW 102;

 

  • Revitalização de calçadas na SQSW 303, entre os blocos A e B;

 

  • Continuidade na construção do estacionamento em frente ao comércio da QRSW 5;

 

  • Revitalização de calçadas na Praça das Motos na QMSW 2;

 

  • Administradora Regional e equipe compareceram à reunião na Novacap;

 

  • Visita técnica com a equipe da EMATER-DF e feirantes de produtos orgânicos;

 

  • Reunião no Serviço de Limpeza Urbana (SLU);

 

  • Revitalização artística de ponto de ônibus da EPIG, na altura da SQSW 102;

 

  • Visita técnica na SQSW 104 para acompanhar instalação dos equipamentos do PEC;

 

• Poda de árvores na entrada de acesso à Octogonal e manutenção de canteiros no SIG;

 

• Pintura de sinalização de distância em metros na pista de caminhada e corrida do Parque Bosque;

 

  • Foram coletados 11 caminhões de lixo verde em toda a região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

 

Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) divulga a cartilha “Direitos sexuais e reprodutivos das mulheres”, visando a garantia do acesso à informação para o exercício pleno dos direitos. O compilado está dividido em tópicos que mesclam o embasamento legal com exemplos do cotidiano para esclarecer o tema.

A partir de uma pesquisa criteriosa do assunto, o Núcleo de Promoção e Defesa das Mulheres (Nudem) elaborou o material que, posteriormente, foi organizado  pela Escola de Assistência Jurídica da DPDF (Easjur). No documento, são abordados esclarecimentos acerca do que é considerado violência sexual e violência obstétrica, e também sobre os direitos das mulheres de forma geral, indicando a rede de atendimento a ser procurada em cada caso de violação desses direitos.

Historicamente, tanto no âmbito mundial quanto nacional, a luta das mulheres por equidade concretizou o reconhecimento da discriminação sistêmica que atinge o grupo, levando a conquista de direitos políticos e civis fundamentais. Assim, os primeiros tópicos da cartilha fazem alusão à importância de tratar de tal empreitada e conceituam os direitos sexuais e reprodutivos garantidos às mulheres.

Diante do aumento progressivo da violência sexual nos mais diversos espaços, a cartilha versa sobre situações que tipificam crime, entre toques inadequados, comentários ofensivos e assédio até estupro e importunação sexual. O material enfatiza também a importância da Lei do Minuto Seguinte (Lei nº12.845/13), que garante às vítimas de violência sexual atendimento emergencial, multidisciplinar e integral na rede pública, facilitando o registro da ocorrência e amparo médico. 

Em 2019, os índices de violência sexual atingiram um quadro alarmante, registrando uma média de um estupro a cada 8 minutos, segundo a 14ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. No entanto, o número de vítimas está propenso a ser maior com a alta subnotificação dos casos por motivos diversos, desde acesso à informação até fatores pessoais, isto porque em 84% das ocorrências o criminoso é familiar ou conhecido da vítima.

Já na parte final do documento, estão concentradas informações e exemplos práticos  acerca dos direitos reprodutivos. Os tópicos discorrem em temas como, por exemplo, o direito de escolha e planejamento de ser ou não ser mãe, o acesso a medicamentos, métodos e técnicas para não engravidar, tratamento humanizado durante a gravidez e respeito à autonomia da gestante.

Com destaque para a violência obstétrica, a cartilha traz os casos mais comuns dessa tipologia de violação de direitos. De acordo com a pesquisa “Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado (2010)”, desenvolvida pela Fundação Perseu Abramo e pelo Sesc, uma em cada quatro mulheres no Brasil já sofreu algum tipo de violência durante o parto. 

No material, são exemplos desses casos: ofensas verbais, procedimentos não-autorizados, como episiotomia e lavagem, intervenções desnecessárias, excesso de medicação e o questionamento de vítimas de violência em situação de aborto, garantido por lei.

A cartilha “Direitos sexuais e reprodutivos das mulheres” é ferramenta decisiva na prevenção de violências, no âmbito privado ou institucional, bem como para garantir às mulheres conhecimento acerca dos direitos que lhe cabem na hipótese da violação de sua dignidade sexual ou da sua saúde reprodutiva. Em todo material, os direcionamentos sobre o que fazer em cada caso e quais são os canais de denúncia estão disponíveis, detalhando passo a passo as opções para buscar auxílio, assistência e acolhimento. 

Clique aqui para baixar: Cartilha Direitos Sexuais e Reprodutivos das Mulheres 

Fonte: Defensoria Pública do Distrito Federal

Com o objetivo de aumentar a mobilização e a adesão às eleições do Conselho Regional de Cultura (CRC), o Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF) prorrogou o período de inscrições para o pleito para o dia 23 deste mês nas das regiões administrativas de Arniqueira, Fercal, Lago Norte, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Octogonal/Sudoeste, Park Way e SIA. A alteração do edital foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (19).

Acompanhe, abaixo, o cronograma.

  • Inscrição de candidaturas: 21 de junho ao dia 23 deste mês.
  • Diligências e habilitação das candidaturas válidas: entre os dias 24 e 28 deste mês.
  • Divulgação das candidaturas habilitadas: do dia 30 deste mês a 5 de agosto.
  • Recebimento de recursos: 6 a 12 de agosto.
  • Divulgação das candidaturas válidas: 16 a 30 de agosto.
  • Realização das eleições on-line: 2 a 10 de setembro.
  • Homologação do resultado das eleições: 15 a 21 de setembro.
  • Publicação no DODF dos nomes dos conselheiros eleitos: 23 a 28 de setembro.
  • Posse web/presencial: 30 de setembro a 5 de outubro.

Confira aqui a prorrogação do prazo no edital.

Informações e dúvidas: candidatura.conselhodecultura.df@gmail.com.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Fonte: Agência Brasília

Os trabalhos na Administração Regional não param. Esta semana recebemos reforços do GDF Presente na região. Confira abaixo as ações realizadas:

  • Revitalização artística em parada de ônibus da 4ª Avenida do Sudoeste;

 

  • Poda de gramados e na 3ª avenida, HFA, quadras 300, 1ª avenida, Octogonal, e manutenção de canteiros na 3ª avenida, entre a SQSW 303/304;

 

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) está realizando a instalação de lixeiras papeleiras em diversos pontos da região;

 

  • Continuidade da construção dos estacionamentos na QRSW 5 e 8;

 

  • Pintura do alambrado do Pet Bosque e do parquinho infantil no Parque Bosque do Sudoeste;

 

 

 

  • Finalizada a pintura de brincadeiras infantis ao lado do parquinho infantil do Parque Bosque do Sudoeste;

 

  • Revitalização de calçadas na SQSW 303, ao lado do bloco B;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião na Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF),

 

  • Continuidade da revitalização de calçadas na Praça das Motos na QMSW 2, conjunto A;

 

  • Visita técnica na SQSW 105  e Octogonal 5 para tratar demandas das quadras;

 

  • Instalação de bocas de lobo na SQSW 102;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião estratégica na Secretaria de Saúde sobre a vacinação nas áreas vulneráveis do DF;

 

  • Recapeamento de estacionamentos na QRSW  7;

 

  • Foram recolhidos 21 caminhões de lixo verde na região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

Dois parquinhos e uma quadra de esportes reformados, além de um novo Ponto de Encontro Comunitário (PEC), em fase de instalação. A quadra residencial 104 do Sudoeste (QRSW 104) está com sua área de lazer completamente renovada para os moradores. As iniciativas são fruto de um trabalho em parceria com a comunidade local.

A exemplo da reforma da praça Professor Esaú de Carvalho, localizada na entrequadra CCSW 01 a 04, o trabalho na Quadra 104 foi conjunto. A mão de obra foi oferecida pela Administração Regional e os materiais para reforma foram comprados pelos moradores. Além do apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), responsável pelo PEC e pela troca da areia dos parquinhos.

Síndico do bloco D da QRSW 104, o dentista Delcides Caetano conseguiu a aprovação dos moradores para o uso do fundo de reserva do condomínio nos reparos. Um investimento de R$ 3,5 mil em insumos como tintas, cimento e serralheria. “A quadra de esportes estava em péssimo estado. Ela foi a primeira do Sudoeste e há pelo menos 20 anos não recebia manutenção”, revela Delcides.

Fórmula copiada

O piso, as traves e o alambrado foram recuperados e o campo tão desgastado ganhou cores vivas (veja, abaixo, o antes e o depois da reforma). O parquinho, segundo Delcides, estava com a maioria dos brinquedos danificados e era pouco usado pelas crianças. Em 20 dias, tudo ficou pronto e chamou a atenção dos vizinhos do bloco F. Coube à administradora de empresas Chrisdelia Pimentel, subsíndica, também buscar as melhorias no espaço infantil do prédio.

“Já queria reformar nosso parquinho e quando vi o do bloco D perguntei ao colega como fazia. Adotamos a parceria e ficou maravilhoso”, destaca. “Precisamos fazer com que os jovens ‘saiam’ do celular, da frente da televisão e venham fazer atividades ao ar livre . Essa é a importância dos espaços públicos”, destaca.

Uma equipe de 15 operários – entre eles dez reeducandos do Projeto Mãos Dadas, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) fez o serviço. Já o PEC está sendo instalado pela Novacap. São oito pontos de encontro em todo o Sudoeste e até o final de outubro esse número chegará a 11, segundo a companhia.

De acordo com a administradora Tereza Lamb, em um ano foram recuperados dez equipamentos públicos no bairro, entre praças, parquinhos e quadra de esportes. E o serviço não para. “Estamos trabalhando em mais duas praças no setor de oficinas. Uma é a chamada ‘praça dos motociclistas’ e a outra fica próxima à área residencial. O diálogo com a comunidade, essa união de forças é muito importante”, resume.

 

Fonte: Agência Brasília

Os trabalhos da semana na Administração Regional do Sudoeste não param. Confira tudo o que foi realizado:

  • Finalizado o trecho de calçadas da SQSW 303, ao lado do bloco G;

 

  • Ponto de Encontro Comunitário (PEC) da SQSW 104, atrás do bloco B quase finalizado;

 

  • Roçagem de gramados na via de contorno da Octogonal;

 

  • Manutenção de canteiros na EQSW 101/102;

 

  • Reforço na pintura de brincadeiras infantis ao lado do parquinho infantil do Parque Bosque;

 

 

  • Reunião com síndicos da quadra 1 da Octogonal;

  • Revitalização do espaço destinado aos pets no Parque Bosque;

 

  • Reunião com a Secretaria de Governo do Distrito Federal (Segov);

  • Retomada da revitalização de calçadas na Praça das Motos na QMSW 2, conjunto A;

 

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) realizou pintura de meios-fios em vários pontos da região;

 

  • Solenidade de Passagem de Comando do 7º Batalhão de Polícia Militar do Distrito Federal;

 

 

  • Palestra do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) na QRSW 7 sobre o uso adequado do lixo;

 

  • Início da construção dos estacionamentos da QRSW 5 e 8;

 

  • Reunião com o Superintendente e equipe do Terraço Shopping;

 

  • Reunião com prefeitos e síndicos da Octogonal para tratar sobre o uso correto dos papa-lixos;

 

  • Visita técnica na SQSW 101;

 

  • Foram coletados X caminhões de lixo verde na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) instalou 18 unidades de papa-recicláveis na região.

Os papa-recicláveis (Locais de Entrega Voluntária – LEVs) são contêineres de superfície com capacidade de 2,50 m³ e abertura elevada para impedir a remoção por animais e pessoas não autorizadas.

Os equipamentos estão sendo instalados ao lado dos papa-lixos e neles podem ser descartados qualquer tipo de material seco como papel, papelão, metal, plástico e embalagem longa vida.

É proibido o descarte de resíduos orgânicos (restos de comida), rejeitos , líquidos e vidros. 

A coleta seletiva continua sendo feita da mesma maneira e nos dias já estabelecidos em cada local do Sudoeste e da Octogonal. 

O objetivo dos papa-recicláveis, além de universalizar a coleta seletiva, é sensibilizar e orientar a população para a colaboração com a limpeza urbana e a separação de materiais recicláveis.

Atividades físicas são importantes para o corpo e a mente. E o Distrito Federal tem um governo comprometido com a manutenção dos espaços públicos em todas as regiões administrativas, que permitem à população praticar esportes sem pagar nada. Desde 2019, o GDF já investiu quase R$ 14 milhões em instalação ou reparos em pontos de encontro comunitários (PECs), construção de campos de grama sintética e a reforma de quadras poliesportivas em todo o DF.

Locais como parquinhos, PECs e quadras poliesportivas pertencem às administrações regionais; e, quando a reforma exige muitos investimentos, as regiões administrativas fazem o levantamento dos locais a serem reformados, com o que será implementado e seus custos. A partir desse estudo, a administração procura a Secretaria de Esportes e Lazer (SEL) para iniciar o processo de licitação referente à execução da obra.

Graças a essa parceria, oito campos sintéticos estão em construção em Planaltina, Recanto das Emas, Cruzeiro, Ceilândia, Sobradinho II, Brazlândia, Taguatinga Norte e Gama. Os campos de grama sintética terão 23m x 43m, e contarão também com cercamento, traves e iluminação, em um investimento de R$ 4 milhões, sendo o orçamento dividido entre recursos próprios da SEL e de emendas parlamentares dos deputados distritais Reginaldo Sardinha, Rafael Prudente, Eduardo Pedrosa e Iolando.

A secretária de Esportes e Lazer, Giselle Ferreira, considera que a prática esportiva será ainda mais importante em um momento pós-pandemia. “Estamos trabalhando muito administrativamente para que, no momento adequado, as pessoas possam voltar com tudo à prática esportiva”, afirma.

Os esforços do GDF em proporcionar locais para a população praticar esportes também incluem ações da Secretaria de Obras, que investiu quase R$ 2,7 milhões na construção de três campos de grama sintética em Planaltina, Santa Maria e Vila Planalto. Os dois primeiros estão concluídos, e o da Vila Planalto, uma demanda antiga da população, encontra-se em obras.

PECs

É de responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) o processo de compra, instalação e fiscalização dos PECs. Os locais são indicados pelas administrações regionais, que registram demandas de moradores via Ouvidoria. Desde 2019, a empresa pública investiu cerca de R$ 5,5 milhões para a instalação de novos equipamentos de ginástica em 79 pontos de encontro, que servem tanto para a prática de esportes quanto para confraternizações de vizinhos.

A Estrutural ganhou um novo PEC ano passado, na Quadra 5 do Setor Oeste, em frente ao Centro de Referência em Assistência Social (Cras). No começo deste mês, três novos PECs foram instalados nas quadras QR 109, 209 e 303. Em Santa Maria, uma área antes dominada pela sujeira deu lugar a uma área de lazer. Um lixão irregular foi desativado pelo GDF na Quadra 416 e deu lugar a um PEC novinho em folha, configurando destinação saudável a um local antes marcado pela irregularidade.

De acordo com a Novacap, há cerca de 540 PECs espalhados por todo o DF. Além dos dispositivos para exercícios físicos, os locais contam com bancos de cimento e um pergolado. Cada espaço completo custa em média R$ 100 mil, incluindo dez aparelhos, piso e toda a infraestrutura de instalação das máquinas. “Não são só aparelhos de ginástica”, explica o chefe da Divisão de Conservação e Reparos (Dicor) da Novacap, Pedro Isaac. “Temos o serviço de terraplanagem, compactação do solo, concretagem do local, além da instalação do pergolado e o paisagismo em volta. É todo um conjunto”.

A Novacap também fez manutenção de cerca de 70 PECs em dois anos e meio, com a troca completa de aparelhos, substituição ou conserto de peças e pinturas. A companhia ainda investiu cerca de R$ 1,5 milhão na reforma de 15 quadras distribuídas pelo DF, nas quais os principais serviços foram pintura e reparos nos alambrados.

Nas RAs

Distribuídos pelas regiões administrativas (RAs), há vários exemplos de quadras novas, graças a ações do GDF. Tanto moradores de áreas nobres quanto de regiões mais carentes ganharam espaços públicos de lazer renovados desde 2019.  Pelo menos 60 quadras receberam melhorias, desde 2019, em todas as RAs. A origem do dinheiro é variada: emendas parlamentares, orçamento próprio das administrações, parcerias com outros órgãos do GDF, recursos destinados pela Secretaria de Economia e até doações da comunidade e de empresários locais.

No Plano Piloto, três quadras poliesportivas foram recuperadas na 111 Norte, na EQN 106/107, na 302 e na 402 Sul. No Sudoeste, as quadras poliesportivas das SQSWs 100 e 504 e da QRSW 1 ganharam pintura nova, alambrado consertado, novas traves de gol e tabelas de basquete. A mão de obra foi formada pelos reeducandos do programa Mãos Dadas, da Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Sesipe). Eles prestam serviço para a administração regional. Em alguns casos, como na SQSW 504, foi feita uma parceria com a Novacap. A maioria dos materiais usados foi doada pela própria comunidade.

No Riacho Fundo, das 11 quadras poliesportivas existentes, seis foram reformadas no ano passado, com R$ 490 mil de emendas parlamentares destinadas pelo deputado Rodrigo Delmasso. Foram renovadas as quadras poliesportivas da QN 01, QN 05, QN 07, QS 08/10, QS 12 e QS 14. Entre os serviços, destacam-se troca de alambrados, pintura geral, substituição de mobiliário, troca do piso, das traves de futebol e tabelas de basquete, além de melhoria da infraestrutura urbana dos arredores.

Na QN 01, que fica logo na entrada da cidade, a quadra de esportes fica dentro de uma área de lazer de cerca de 2 mil metros quadrados, ao lado de um ponto de encontro comunitário e de um parquinho infantil. Todo o espaço recebeu melhorias, como poda de árvores, capina e roçagem do mato, melhoria nas calçadas, pintura de meios-fios, troca de lâmpadas dos postes de iluminação pública e limpeza geral. Os reparos trouxeram de volta os gritos de felicidade das crianças, que agora formam fila para usar a quadra. Segundo a administradora do Riacho Fundo, Ana Lúcia Melo, as quadras ficaram sem condição de uso por pelo menos dez anos.

“A recuperação desses espaços é uma demanda bastante antiga e foi realizada por meio de um trabalho integrado do GDF”, pontua. “Além da reforma das quadras poliesportivas, também fizemos diversas melhorias nos espaços públicos próximos a elas. Tudo tem o objetivo de trazer mais comodidade e bem-estar aos frequentadores e dar mais qualidade de vida para a nossa população. Pretendemos, até o final do segundo semestre, realizar a manutenção de 100% das quadras poliesportivas e parques infantis da cidade.”

Os moradores aprovam. “Aqui está sempre cheio, principalmente à tarde e aos fins de semana, quando fazem até torneios de futebol”, cona a vigilante Maria Lenir, 56 anos. Moradora do Riacho Fundo há três décadas, ela acompanhava a filha, Nadieli, 16 anos, que jogava uma partida de queimada com os amigos no fim da tarde da última quarta-feira.

No Recanto das Emas, a quadra de esportes da Quadra 803 foi reformada e integrada a um projeto de uma praça-modelo com acessibilidade, paisagismo e incentivo à prática de esportes. Agora, ao lado da quadra, foram construídos um pergolado, um PEC e um parque infantil.  Na área rural do Setor Habitacional Água Quente, a única quadra da região foi reformada em um mutirão de serviços promovido por vários órgãos do governo, em ação coordenada pelo GDF Presente. Servidores da Novacap consertaram o alambrado, que estava cheio de buracos, e depois instalaram novas traves de futebol, cestas de basquete, pintaram a quadra e reformaram o piso.

Taguatinga recebeu 35 novas áreas de lazer 35 novas áreas de lazer. A administração regional da cidade reformou 18 parquinhos infantis, 13 quadras poliesportivas e quatro praças, só neste ano. O investimento nos espaços públicos foi de aproximadamente R$ 100 mil. Quatro novos PECs também foram instalados na QSE 12, QSC 4, QSA 4/01 e na Praça do Bicalho.

Fonte: Agência Brasília

Os trabalhos feitos pela Administração Regional do Sudoeste/Ocotognal não param. Esta semana não foi diferente, confira abaixo as ações realizadas pela administração:

  • Novacap realizou roçagem na Octogonal, canteiro da EPIG na altura do SIG, Parque Sucupira e 4ª avenida;

 

 

  • Novacap iniciou a concretagem do piso do Ponto de Encontro Comunitário da SQSW 104, atrás do bloco B;

 

 

  • Novacap deu início a construção dos estacionamentos localizados em frente aos comércios da QRSW 5 e 8;

 

  • Entrega da revitalização do parquinho infantil e da quadra poliesportiva da SQSW 104, atrás do bloco D, e do parquinho infantil atrás do bloco F;

 

  • Revitalização das calçadas ao lado do bloco G da SQSW 303;

 

  • Administradora Regional compareceu à na Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri/DF);

 

  • Administradora Regional e equipe compareceram à reunião na Novacap;

 

  • Novacap está realizando obra de drenagem na SQSW 103;

 

  • Foram coletados 18 caminhões de inservíveis na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Na última sexta-feira (02/07), a Administração Regional do Sudoeste/Octogonal entregou a revitalização do parquinho infantil e quadra poliesportiva da SQSW 104, ao lado do bloco D, e também do parquinho infantil ao lado do bloco F.

A iniciativa contou com a parceria da Novacap, o apoio dos moradores e síndicos dos respectivos blocos que doaram os materiais e a equipe da administração que entrou com a mão de obra. 

Os serviços realizados foram pintura dos brinquedos dos dois parquinhos, pintura dos alambrados e colocação de nova areia. A quadra poliesportiva recebeu manutenção e pintura no alambrado, além de pintura do piso e das traves de futebol. Os bancos ao redor da quadra e parquinhos também receberam novas cores.

Na ocasião da entrega estiveram presentes a Administradora Regional Tereza Canal e o Deputado Reginaldo Sardinha, que entregaram certificados como forma de agradecimento aos moradores e síndicos da quadra.

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal agradece ao Governo do Distrito Federal (GDF) por todo o apoio prestado as revitalizações e obras realizadas na região. 

Tem alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF.

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal tem atendido diversas demandas para a melhoria na cidade. Confira abaixo tudo o que foi realizado nesta semana:

  • Governador Ibaneis Rocha assinou a Ordem de Serviço para o início das obras do viaduto da EPIG;

 

  • Início da instalação do Ponto de Encontro Comunitário (PEC) da SQSW 104;

 

  • Novacap realizou poda de gramados na CCSW 5, SQSW 302, lateral da Via das Jaqueiras, canteiro da EPIG, CCSW 4, lateral da via EPIG e quadra 504;

 

  • Revitalização das calçadas da SQSW 303;

 

  • Pintura do alambrado do parquinho infantil e manutenção do alambrado da quadra poliesportiva da SQSW 104;

  • Novacap realizou podas baixas de árvores na 1ª avenida;

 

  • Operação Tapa-Buraco nos endereços QRSW 5 bloco B1, QRSW 8 bloco A7, QMSW 5, CLSW 300B, QMSW 6, INMET e 2ª Avenida, atrás do Parque Bosque;

 

 

  • Amininistradora Regional e Coordenadora de obras compareceram à reunião na CEB Ipês, que contou com a presença do diretor técnico, Fabiano Cardoso, e do superintendente de Iluminação Pública, Frederico Dourado;

 

  • Reunião com a Neoenergia;

 

  • Administradora Regional se reuniu com a equipe da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (EMATER-DF);

 

  • Administradora Regional e equipe visitam a QRSW 6, B7;

 

  • Visita técnica a SQSW 104, Bloco F;

 

  • Administradora Regional e o Deputado Reginaldo Sardinha visitaram o colégio COC do Sudoeste;

 

  • Roçagem de gramados na 4ª e 3ª avenidas;

 

  • Foram recolhidos 11 caminhões de inservíveis na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

As obras do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), batizado de Viaduto Engenheiro Luiz Carlos Botelho, foram iniciadas nesta segunda-feira (21), logo após o governador Ibaneis Rocha assinar a ordem de serviço para a construção. Quem mora e trabalha no Sudoeste ou circula pela Epig já  notou a movimentação de caminhões e placas e começou a vislumbrar as melhorias que a obra de arte vai trazer ao trânsito.

É o caso do comerciante Francisco das Chagas, de 50 anos. Há dez anos ele trabalha na região e traz queixas sobre a mobilidade. “O trânsito complica no fim de tarde e muita gente que pega ônibus, como eu, fica travado por aqui. Com o viaduto, vai ficar legal para quem trabalha na região”, conta.

O Viaduto Engenheiro Luiz Carlos Botelho terá investimento de R$ 27 milhões e vai gerar 300 empregos. A estrutura será erguida na intersecção da Epig com o Sudoeste e o Parque da Cidade e deve levar 15 meses para ser concluída. No local, segundo o DER-DF, circulam diariamente cerca de 50 mil veículos.

Visão semelhante à de Francisco tem o comerciante Bruno Souza, de 32 anos. Morador de Águas Claras, ele trabalha no Sudoeste há 15 anos e perdeu a conta de quantas vezes e horas gastou a mais no trajeto por conta do fluxo intenso de veículos. “Perdia pelo menos 25 minutos a mais no trânsito vindo para cá. Já cheguei a levar uma hora para voltar para casa”, admite. “Agora, com o viaduto, vai ter um pouco de transtorno com a obra, mas depois vai resolver”, reforça.

Moradora do Sudoeste, a psicóloga Juliana Tarsia, de 58 anos, comemora a chegada de uma obra que ela escutou por anos e não via acontecer. “Esse viaduto vem trazer conforto para quem mora no Sudoeste e também para quem vai para Ceilândia e Taguatinga. Me mudei para cá em 2000 e já tinha ouvido falar da construção dele. Passaram tantos governos e nunca saiu do papel, então estou muito feliz que agora a obra vai ocorrer”, comemora.

“Começamos a semana com o pé direito, com uma das obras mais importantes para toda a população. Esse viaduto destrava o trânsito não só para quem mora no Sudoeste, mas também de quem vem de Ceilândia e Taguatinga”, disse o governador Ibaneis Rocha.

Segundo o secretário de Obras, Luciano Carvalho, ela vem para acabar com um problema frequente. “Esse engarrafamento que a gente vê todos os dias vai acabar. É uma passagem direta, a Epig vai continuar no mesmo nível e faremos uma trincheira para que as pessoas passem do Sudoeste para o Parque da Cidade sem nenhum impedimento. Vai tirar um grande gargalo”, assegura.

Para a administradora do Sudoeste/Octogonal, Tereza Lamb, “é uma honra ter essa obra, esperada há tanto tempo. Ela vai desafogar o trânsito do Parque, do Sudoeste e de quem vem pela Epig”, acrescenta.

O viaduto da Epig é um dos 49 que estão em construção, manutenção ou que o GDF já entregou desde 2019 garantindo mais segurança, conforto e agilidade para os motoristas que trafegam no DF. O investimento nessas obras, até agora, é de aproximadamente R$ 280 milhões.

A Epig é uma via de ligação para as saídas Oeste e Sul do DF. A partir da nova estrutura, os semáforos na região serão removidos, para melhorar a mobilidade da via na altura do Sudoeste, que atualmente sofre com constantes retenções de veículos.

Os trevos na Epig serão construídos em trincheiras, de forma subterrânea. Com a mudança, quem sair do Parque da Cidade em direção ao Sudoeste não terá mais de passar por semáforos e retornos; seguirá direto para a avenida das Jaqueiras, passando sob a Epig. Também vai permitir a saída do Sudoeste, na altura da avenida, e o acesso à estrada parque no sentido Plano Piloto — e vice-versa — sem a necessidade de retorno.

Homenagem

Responsável pela construção de obras como o Clube do Exército e dos viadutos que interligam as vias W3 Norte e Sul, o falecido engenheiro Luiz Carlos Botelho Ferreira foi escolhido para levar o nome do futuro viaduto.

Presente na cerimônia, um dos filhos do homenageado, Pedro Henrique Ferreira, falou sobre o pai e agradeceu a honraria. “Um grande pai, ele desbravou essa cidade como pioneiro desde seus primeiros dias como profissional da engenharia, culminando, em vida, após 60 anos dedicados à nossa cidade, como cidadão honorário de Brasília”, recorda.

“Foi um grande engenheiro, um profissional muito honrado e respeitado, foi presidente do Sinduscon. É uma homenagem a uma pessoa que representa muito bem o setor da construção em Brasília”, pontua Luciano Carvalho.

Fonte: Agência Brasília

A comunidade do Sudoeste e arredores tem uma nova opção de lazer ao ar livre. O projeto Vida em Movimento promove aulas de diversas atividades físicas, como ginástica, funcional e dança, de maneira gratuita no Parque Bosque. A iniciativa ocorre todos os dias, inclusive aos fins de semana, e é oferecida pela Administração Regional do Sudoeste/Octogonal e por academias da região.

A proposta nasceu de uma vivência particular e que se uniu ao ambiente propiciado no parque, como explica a administradora regional do Sudoeste/Octogonal, Tereza Lamb.

“Sou professora de educação física e os exercícios têm um resultado muito positivo na vida das pessoas. O corpo em movimento deixa a mente sã. Então, criamos esse projeto que já está recebendo muitos elogios da população”, ressalta.

Com 80 anos de idade, a aposentada Dorli Pinto Moraes mostra muita energia e disposição durante a aula de funcional, ministrada nas manhãs de quarta-feira no anfiteatro do Parque Bosque.

Ela conta que ficou sabendo do Vida em Movimento por ser frequentadora do local e elogiou o projeto. “É uma boa solução para as pessoas. Você se mantém em forma e não precisa gastar? Isso é ótimo”, afirma.

Além dos benefícios físicos das atividades, outro benefício das aulas ao ar livre promovidas pelo projeto é melhorar a saúde mental das pessoas, como apontado pela gestora ambiental Laura Ribeiro, 47, também aluna das aulas de funcional.

“O pessoal da terceira idade precisa dessa atividade, principalmente por causa da pandemia, muitas dessas pessoas até ficaram depressivas por terem ficado tanto tempo em casa. Estamos divulgando bastante pra não deixar o projeto morrer”, destaca.

Quem ministra as aulas também está satisfeito e empolgado com o projeto. Tatiana Assem Haidar, 39, é instrutora de dança charme, também conhecida como dança do passinho, e torce para que o Vida em Movimento chegue a outras regiões administrativas.

“Eu acho um projeto maravilhoso e queria vê-lo em outros parques do DF, porque é muito bom. Se você cuida do seu corpo, você cuida da sua mente, e isso reverbera em todo o seu cotidiano”, finaliza.

De segunda à sexta, as aulas acontecem em dois horários – um pela manhã e outro no fim de tarde, e são oferecidas pela Administração Regional do Sudoeste/Octogonal. Aos fins de semana, as atividades ocorrem pela manhã e são promovidas por academias da região.

Confira abaixo a programação completa do Vida em Movimento:

Segunda-feira
8h30 – dança charme
17h – funcional

Terça-feira
8h30 – ginástica
17h – dança charme

Quarta-feira
8h30 – funcional
17h – ginástica

Quinta-feira
8h30 – ginástica
17h – dança charme

Sexta-feira
8h30 – dança charme
17h – funcional

Sábado e domingo
9h às 12h – atividades diversas promovidas pelas academias

Fonte: Agência Brasília

 

 

O Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF) está convocando novas eleições para a escolha dos Conselheiros Regionais.

O colegiado será composto por nove membros, os quais oito atuarão na área cultural como representantes da sociedade civil, e um atuará como líder comunitário de cultura.

Os conselheiros dos Conselhos Regionais de Cultura (CRC) são designados pelo Secretário de Estado de Cultura e têm mandato de 3 anos.

Para se inscrever, os interessados devem preencher um formulário eletrônico disponibilizado no site do CCDF (www.cultura.df.gov.br), entre os dias 21 de junho e 16 de julho.

 

As ações da semana na Administração Regional do Sudoeste não pararam. Vamos conferir todas os trabalhos que foram executados nesta semana:

 

  • Novacap está realizando a instalação de um Ponto de Encontro Comunitário (PEC) na SQSW 104;

  • Revitalização de calçadas na SQSW 303;

 

  • Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) realizou manutenção de canteiros na 2ª avenida, 1ª avenida e SIG;
     

  • Administradora Regional se reuniu com os comerciantes do Sudoeste;

 

  • Pintura do parquinho infantil e quadra poliesportiva da SQSW 104;

 

  • Detran está realizando sinalização horizontal em diversos pontos da região;

 

  • Novacap realizou poda na SQSW 304 bloco F, SQSW 104 bloco A e B e quadra 6 do SIG;

 

 

  • Instalação de 18 papa-recicláveis ao lado dos papa-lixos da região;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião com Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento rural (Seagri);

 

  • Novacap realizou roçagem 1ª avenida, canteiro da EPIG, quadras 100, 104 e 300, SQSW 105, Parque vivencial do Sudoeste;

 

  • A Operação Tapa-Buraco tapou 23 buracos nas SQSW 102, 103, 105, 300, 304, 504, QMSW 5, CLSW 105 e 303;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião com a Diretora da Biblioteca Nacional de Brasília, Marmenha Rosário, para tratar sobre a biblioteca do Parque Bosque;

 

  • Visitas às quadras SQSW 103 e 305 para tratar de demandas das quadras;

 

  • Foram recolhidos 11 caminhões de inservíveis na região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Com intuito de receber denúncias anônimas ou não, a Secretaria de Administração Penitenciária criou um canal direto entre a GFIC e a Sociedade.

O novo canal serve para denunciar internos que não estão cumprindo medidas determinadas pela justiça que defere prisão domiciliar, medida protetiva, trabalho externo ou saídas temporárias (saidão).

O seu apoio é determinante para o fiel cumprimento da execução Penal.

LIGUE E DENUNCIE
61 3361 0384
61 9 9268 6155

Denuncia.gfic@seape.df.gov.br

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal abriu inscrições para o 2º Prêmio Detran-DF de Educação de Trânsito, com o objetivo de encontrar novos talentos e selecionar trabalhos inéditos sobre o trânsito. O concurso, organizado pela Diretoria de Educação de Trânsito, vai distribuir um total de R$241 mil em prêmios. Os participantes podem concorrer em 18 categorias diferentes, com inscrições gratuitas.

As pessoas podem se inscrever de 1º de maio a 30 de junho. O edital está disponível no www.detran.df.gov.br e as dúvidas podem ser sanadas pelo e-mail 2premiodetrandf@detran.df.gov.br e ainda pelos telefones 3901-6970 e 3901-1037.

As categorias são: Educação Infantil (sempre escola pública ou particular do DF), Ensino Fundamental (1º ao 3° ano), Ensino Fundamental (4º ao 5º ano), Ensino Fundamental (6º ao 7º ano), Ensino Fundamental (8º ao 9º ano), Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos – EJA, Educação Especial, Universitário, Terceira Idade, Educador, Instrutor de Trânsito, Motociclista, Condutor, Ciclista, Jogo Educativo, Animação e Melhor Instituição de Ensino.

Os critérios de julgamento dos trabalhos são a utilidade e relevância social, a adequação aos comportamentos, valores e atitudes de cidadania no trânsito, criatividade e adequação ao tema. Também serão observados a pertinência, a aplicabilidade e adequação ao público-alvo e à legislação vigente. Os trabalhos devem ser inéditos, cada participante pode se inscrever com um trabalho e apenas em uma categoria e, se menor de idade, precisa ter uma autorização expressa dos pais.

Os trabalhos apresentados devem adotar a concepção de trânsito como um direito de todos, em conformidade com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e privilegiar a adoção de valores, posturas e atitudes de cidadania e respeito no trânsito. Todos os trabalhos devem ser enviados para o site do Detran. Participe!

Fonte: Detran-DF

A fim de esclarecer dúvidas e questionamentos a respeito do Direito de Família, a Defensoria Pública do Distrito Federal elaborou uma cartilha com dicas e orientações sobre o tema. O material foi preparado com linguagem acessível, para que todos os leitores e as leitoras possam compreender as informações denotadas.

Como o assunto referido é bastante amplo e complexo, a cartilha destrincha possibilidades de providências previstas por lei. Isto é, o documento aborda o tema trazendo exemplos do cotidiano para ilustrar o funcionamento da legislação.

Vale ressaltar que a atuação da Defensoria Pública busca garantir o acesso à Justiça de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica, além de atuar em causas extrajudiciais, buscando proteger grupos como crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência e outros.

“O direito de família é uma matéria frequente no cotidiano da Defensoria Pública, que atua em variados casos. A cartilha da DPDF propõe a disseminação de informações relevantes, com a apresentação dos principais institutos e direitos relacionados a situações do dia a dia dos assistidos e das assistidas. Com essa iniciativa, pretende-se democratizar o conhecimento dos casos mais comuns do Direito de Família, concretizando a educação em direitos, uma das missões da Defensoria Pública”, destaca o defensor público Guilherme Vieira, responsável pela criação da cartilha.

 Conteúdos da Cartilha

O material criado pela Defensoria Pública do DF contém um índice organizado em categorias, a fim de facilitar e guiar o leitor ao tema de interesse maior. Em mais de 40 páginas recheadas de conteúdo relacionado ao Direito de Família são abordadas questões que variam entre casamento, união estável, relações de parentesco, filiação, alimentos, tutela, curatela e guarda de um indivíduo menor de idade.

Ao tratar de filiação, a DPDF aborda subcategorias relacionadas como o reconhecimento, investigação e negatória da paternidade e/ou maternidade. 

Em outro momento, o texto apresenta pontos pertinentes às necessidades compreendidas para o desenvolvimento do cidadão, como orientações a respeito de alimentação (pensão alimentícia, execução, revisão e exoneração de alimentos), saúde, moradia, educação, dentre outros direitos que garantem uma vida digna. O material engloba, também, orientações sobre os direitos da gestante. 

Em seguida, a cartilha oferece ao público leitor informações curiosas e específicas sobre o vínculo conjugal, sendo estes o casamento, a união estável, o divórcio e a separação judicial. Além disso, são apresentadas dicas sobre divisão de bens, patrimônio e formalização de contrato em cartório.

À diante, estão presentes, além disso, temas relacionados à pós-separação, que reúnem direitos e obrigações alusivos à guarda de uma criança ou adolescente fecham a cartilha. A proposta de apresentar conteúdos sobre o assunto é apurar possibilidades existentes e orientar pais e mães que procuram soluções práticas sobre a criação de um filho ou filha.

Ao fim do documento, a DPDF procurou abordar a “interdição”, que se refere à intervenção judicial quando um indivíduo é considerado incapaz, em razão de vício ou doença. Ademais, é tratada a tomada de decisão apoiada, processo pelo qual a pessoa com deficiência “elege, pelo menos duas pessoas, com as quais tenha vínculo e confiança, para prestar apoio na tomada de decisão sobre atos da vida civil”.

Veja aqui a cartilha na íntegra:

Cartilha Vamos falar de Família

 

Os trabalhos feitos pela Administração Regional do Sudoeste/Octogonal nesta semana contaram com o reforço do GDF Presente para intensificar as ações e serviços na região. Confira abaixo tudo o que foi realizado:

  • Revitalização de calçadas na SQSW 303;

 

  • Pintura do parquinho infantil na SQSW 104;

 

  • Administradora Regional compareceu à reunião com Reunião na Secretaria de Transporte e Mobilidade (SEMOB) para tratar sobre mobilidade urbana;

 

  • Reunião com o Departamento de Edificações (DEDIF) da Novacap;

 

  • Novacap realizou podas na SQSW 304, entre os blocos J e K e QRSW 3;

 

  • Pinturas de brincadeiras infantis no parquinho da praça Esaú de Carvalho;

 

 

  • Novacap tapou buracos na SQSW 306 e quadra 8 do SIG;

 

  • A Administradora Regional se reuniu com prefeitos do Sudoeste para tratar sobre demandas relacionadas ao lixo verde;

 

  • Novacap segue construindo quebra-molas na região e Detran realizando a sinalização;

 

  • Reabertura do parquinho infantil do Parque Bosque;

  • Novacap realizou manutenção de canteiros na 1ª e 2ª avenidas;

  • ​Administradora Regional visitou o  45º grupamento do Corpo de Bombeiros Militar.

 

 

  • Visita da administradora a SQSW 504;

 

  • Reunião com o Diretor do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Marcos Tadeu de Andrade e equipe para tratar demandas da região;

 

  • Foram coletados 27 caminhões de inservíveis na região.

     

     

  •  

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Sandra Barongeno abriu um estabelecimento no SIG graças a lei

A segurança de ter um comércio regularizado no Setor de Indústrias Gráficas (SIG) foi o que motivou a empresária Sandra Barongeno a abrir o gastrobar Quintal da Tia Sandra na região. Assim como ela, outros empreendedores também tiveram a possibilidade de ampliar a oferta de empresas e serviços no local de forma regular graças a Lei Complementar nº 965/2020, também conhecida como Lei do SIG.

Pouco mais de um ano após a legislação entrar em vigor, 1.842 consultas de viabilidade de localização foram pedidas até maio por empresas interessadas em se estabelecer no SIG. Essa é  a primeira etapa da concessão da Licença de Funcionamento de Atividades Econômicas. A medida é necessária para verificar se o tipo de empreendimento é permitido no lote.

Dos 1.842 pedidos, 1.165 foram deferidos, ou seja, aprovados para dar prosseguimento ao processo. Desses, 447 são de estabelecimentos que iriam se instalar pela primeira vez no local. Como é o caso de Sandra Barongeno, que em dezembro do ano passado comprou o espaço onde trabalha.

“Já implantei o meu gastrobar conseguindo todos os alvarás e licenças. Hoje estou aqui, pagando todos os meus impostos junto ao GDF. Se fosse o contrário, eu nem abriria. Se não pudesse ter todas as licenças eu nem estaria aqui agora”, conta a proprietária do Quintal da Tia Sandra.

Na prática, a sanção da lei ampliou os usos dos lotes e permitiu a instalação de mais de 200 atividades na região, como comércios de pequeno porte, serviços e escolas. Até então, apenas empresas ligadas às atividades bancárias, de radiodifusão e impressão de jornais e revistas tinham autorização para funcionar na área.

“Hoje pode ter outros tipos de comércios e serviços. Isso facilitou muito a nossa vida. Quando eu comprei o meu estabelecimento, a lei que mudou a destinação do SIG já estava em vigor. Eu não peguei os atropelos que os comerciantes passados sofreram. Com a mudança de destinação trazida pela lei, isso nos ajudou muito”, garante Sandra.

Segurança jurídica

Segundo o vice-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio-DF), Ovídio Maia, o principal objetivo com a lei era trazer segurança jurídica, tanto para as empresas que já estavam instaladas no local como também as que desejavam se estabelecer no SIG.

“A lei garantiu a segurança jurídica para escolas, academias que lá estavam e não poderiam se estabelecer, escritórios de advocacia e arquitetura, entre outros que desejavam ir para o SIG. Na ampliação do rol de atividades quem ganha é a sociedade, que tem mais acesso a vários serviços, e os empresários, que se estabelecem e garantem esses serviços”, disse Ovídio Maia.

Para a administradora regional do Sudoeste/Octogonal e SIG, Tereza Canal Lamb, a ampliação dos usos permitidos no SIG também consolidou a diversificação das atividades no setor. “Embora o SIG permaneça um importante polo gráfico, abriu-se para outras atividades industriais e de serviços, gerando emprego e renda”, afirma.

“A quantidade de pedidos de licença de funcionamento é o indicativo de que uma legislação urbanística atualizada contribui para o desenvolvimento econômico e a geração de empregos. A iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) de propor a Lei do SIG revelou-se acertada”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira.

Histórico

A atualização dos parâmetros urbanísticos no SIG foi elaborada pela Seduh e embasada em pareceres favoráveis de infraestrutura, drenagem de águas pluviais, iluminação, fornecimento de energia e impacto de trânsito.

A Lei do SIG teve parecer favorável do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e foi aprovada pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan) e pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O governador Ibaneis Rocha sancionou a lei em março de 2020.

A ampliação dos usos dos lotes no SIG é um dos cinco pontos do programa SOS Destrava DF, pacote de medidas para impulsionar o desenvolvimento urbano e econômico do território, lançado em 15 de fevereiro de 2019 pelo Governo do Distrito Federal (GDF) e coordenado pela Seduh. O objetivo é tornar mais ágil a aprovação de empreendimentos e, com isso, aumentar a geração de emprego e renda.

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habilitação (SEDUH)

A CEB Iluminação Pública e Serviços (CEB Ipes) continua a todo vapor com as substituições de luminárias convencionais por modelos de LED em todo o Distrito Federal. Neste final de semana, a SQSW 300 do Sudoeste receberá 163 luminárias de LED, com o intuito de melhorar a visibilidade nos estacionamentos da quadra e aumentar a segurança dos moradores e visitantes da área.

Wilma Freitas, moradora da região, considera que, com a nova iluminação, terá mais segurança para sair e voltar para casa | Foto: Gilberto Alves / CEB Ipes

“Nós agradecemos por essa iniciativa da CEB, que vai nos deixar mais seguros para entrar e sair dos nossos veículos. Vai melhorar bastante a sensação de segurança por aqui”, disse a moradora da quadra Wilma Freitas.

“A diferença na iluminação é percebida facilmente quando comparada às quadras que ainda não foram trocadas e isso faz com que os moradores demandem ainda mais por iluminação em LED”,Tereza Canal Lamb, administradora do Sudoeste

A administradora do Sudoeste, Tereza Canal Lamb, aponta que a demanda por LED tem aumentado na região administrativa. “A diferença na iluminação é percebida facilmente quando comparada às quadras que ainda não foram trocadas e isso faz com que os moradores demandem ainda mais por iluminação em LED”, declarou. A CEB Ipes já efetuou a troca das lâmpadas comuns por LED em todas as QRSW, na SQSW 304 e no SIG Quadra 8.

Os recursos para a execução do projeto de eficientização da Quadra 300 são provenientes da CIP – Contribuição de Iluminação Pública, no valor de R$ 101 mil. “A iluminação pública do DF está sendo totalmente revitalizada e modernizada. O LED é o que tem de mais eficiente no mercado, ilumina até 5 vezes mais e promove uma economia de energia que pode chegar à 40%. São muitos benefícios”, afirmou o presidente da CEB, Edison Garcia.

A ação faz parte do Programa Luz que Protege, que objetiva aumentar a segurança da população através da revitalização da iluminação pública.

Fonte: Agência Brasília

Mais um espaço público foi abraçado pelo projeto Adote uma Praça, reformado e entregue de volta à comunidade. Na última sexta-feira (28), moradores da QRSW 1, no Sudoeste, e de quadras vizinhas, participaram da reinauguração de uma praça que, há mais de 15 anos, não passava por manutenção. Quadra poliesportiva, bancos e mesas de concreto, além do parquinho infantil, foram renovados com pintura e recuperação de estruturas. A iniciativa vai beneficiar cerca de 15 mil moradores do bairro.


Para celebrar a entrega, uma animada aula de ginástica tomou conta da quadra de esportes. Uma das participantes do exercício, a aposentada Rosângela Madea, 66 anos, estava satisfeita. “Ficou maravilhoso. Eu que ando de bicicleta diariamente, estava complicado passar pelas calçadas quebradas”, conta. “A Administração está de parabéns”, complementa.

Já a síndica de um dos blocos da quadra, a servidora pública Juliana Michon, 42 anos, diz que um dos pontos de encontro da comunidade está de volta.  “Em tempos de pandemia, as pessoas querem espaços ao ar livre. E sentíamos falta de uma praça mais bem cuidada”, explica. “Penso que as pessoas, vendo que está tudo novo, vão ajudar a cuidar e colaborar”, aposta a moradora.

Somatório de forças

A reforma custou cerca de R$ 8 mil e foi feita dentro do projeto Adote uma Praça, da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe). Donos de um supermercado do bairro, além dos próprios moradores, contribuíram financeiramente. Foram 135 metros de calçadas recuperadas, construção de rampas de acessibilidade, plantio de grama, pintura e conserto de brinquedos e do alambrado do parquinho, instalação de tabelas de basquete na quadra, além de poda baixa de árvores.

E contou com a força de trabalho de vários órgãos: Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), polo central do GDF Presente, além do apoio da Fábrica Social, que doou equipamentos esportivos. Cerca de 40 servidores da administração ajudaram de alguma forma na recuperação da pracinha.

Famílias de volta à pracinha

“Revitalizar um espaço público traz vida e movimento para ele, né? Esse local andava meio esquecido pelos moradores” , afirma a administradora do Sudoeste, Tereza Lamb. “Essa semana, observei mães sentadas nas mesas com um notebook, ao mesmo tempo em que os filhos brincavam no parquinho. É gratificante”, comemora.

Presente ao evento, o secretário de Projetos Especiais, Roberto Andrade, destaca que o Adote uma Praça tem sido bem aceito pela população e 20 regiões administrativas já receberam o projeto.  Parques, praças, becos, áreas verdes e estacionamentos ganham cara nova por meio do programa de parceria.

“Estamos trazendo o cidadão de volta ao espaço público em locais que, em muitos casos,  estavam abandonados. Foi uma ideia muito boa do governador Ibaneis de trazer essa proposta para o DF. Está dando muito certo!”, finaliza Andrade.

 

Fonte: Agência Brasília

A semana na Região Administrativa foi de muito trabalho, visando melhorias na região. Confira abaixo as ações desenvolvidas durante a semana:

  • CEB Ipes realizou a instalação de 163 luminárias de led na SQSW 300;

 

 

  • Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) está efetuando a instalação de quebra-molas na região;

 

  • Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) está efetivando a sinalização horizontal e vertical dos quebra-molas;

 

  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU) realizou limpeza da região e paisagismo ao redor dos papa-lixos;

 

  • A Administração Regional e a Novacap realizaram vistorias técnicas no Skate Park da Octogonal e nos locais onde serão instalados Pontos de Encontro Comunitário (PECs);

 

  • Manutenção de canteiros na 2ª Avenida do Sudoeste, Octogonal 7 e 8;

 

  • Novacap realizou podas de árvores na Avenida das Jaqueiras e na QRSW 7 Bloco A1, SQSW 306, 305 e 101;

 

  • Novacap realizou limpeza e recolocação de pedras portuguesas no Parque Bosque;

 

  • Realização da operação Tapa-Buraco nos seguintes pontos: SQSW 504, 2ª Avenida, SQSW 300, SIG Quadra 8, entrada da SQSW 101 e SQSW 102;

 

  • Pintura de brincadeiras infantis no piso ao lado do parquinho da Praça QRSW 1;

 

  • Parquinho infantil do Parque Bosque está quase finalizado para ser reaberto;

 

  • Administradora Regional se reuniu com síndicos e prefeito da SQSW 104;

 

  • Administração Regional compareceu a reunião com a Novacap;

 

  • Foram recolhidos 4 caminhões de lixo verde. 

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A semana foi focada na entrega da revitalização da praça da QRSW 1, mas outros serviços também foram realizados pela equipe de obras e manutenção da Administração Regional. Acompanhe abaixo tudo o que foi feito na semana:

  • Entrega da revitalização da praça da QRSW 1;

 

  • 28º aniversário do 7º Batalhão da PMDF  e inauguração da Galeria dos ex-comandantes;

  • Segue a revitalização da praça da QMSW 2, conjunto C;

 

  • Novacap realizou poda de árvores na Avenida das Jaqueiras, na QRSW 4, Bloco B8 e AOS 3/8;

 

  • Continuação do serviço de paisagismo nos papa-lixos;

 

  • Finalizada a pintura, a manutenção e limpeza do parquinho infantil do Parque Bosque;

 

  • Novacap realizou manutenção de canteiros na EPIG, 1ª avenida e CCSW 4/5;

  • Reunião com a Caesb;

 

  • Foram coletados 6 caminhões de inservíveis na região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Tem início, nesta quarta-feira (5), a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD). Serão coletadas informações sobre os moradores de todas as 33 regiões administrativas (RAs) do Distrito Federal, a fim de subsidiar e orientar de forma qualificada o planejamento governamental.

Nesta edição do estudo tem novidades. Além das questões tradicionais, entre as perguntas do questionário há algumas voltadas aos animais domésticos e segurança alimentar. Também será entregue um questionário facultativo para cada indivíduo da família sobre questões de gênero.

Realizada a cada dois anos, a PDAD é efetuada por amostra de domicílios urbanos – selecionados mediante critérios de probabilidade. No entanto, ela avança por cada uma das 33 RAs da capital federal, e sua frequência bianual possibilita um acompanhamento da evolução das condições de vida dos brasilienses.

Para o secretário de Economia, André Clemente, as políticas públicas necessárias para atender a população devem ter base em evidências. “O Estado, para atender a população, precisa definir suas políticas públicas; e, para que surtam efeitos e atinjam seu objetivo, essas políticas precisam de base científica, base técnica e muita articulação e engajamento para viabilizar as entregas”, destaca.

“A PDAD, como as outras pesquisas da Codeplan, como PMAD (Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílios) e PED (Pesquisa de Emprego e Desemprego), nos ajuda a obter os dados necessários para subsidiar o GDF na estruturação de políticas públicas”, resume o  presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), Jean Lima. “São pesquisas  baseadas em evidências, permitindo delinear melhor os cenários e construir políticas mais eficazes”, completa.

A fim de oferecer um diagnóstico detalhado da situação atual do DF, os pesquisadores da Pdad 2021, devidamente identificados com crachá, visitarão cerca de 35 mil domicílios na capital federal.

Etapas

A pesquisa será feita em quatro fases, sendo a primeira, que consiste no planejamento, realizada em 11 meses. Já a segunda fase, de coleta/aplicação dos questionários, demanda cinco meses enquanto a terceira – organização de dados e análises de consistência – levará três meses. A última fase, prevista para dezembro de 2021, consiste na divulgação dos dados amostrais.

Os questionários são sobre domicílios e moradores e ambos divididos em blocos. Os blocos B, C e D são compostos por perguntas de cunho domiciliar e segurança alimentar. Já os blocos E, F, G, H, I e J são de especificidades dos moradores, como saúde individual, educação, trabalho, entre outros indicativos.

O secretário de Governo, José Humberto Pires, reforça: “É importante que a população receba os pesquisadores. Não há nenhum risco, uma vez que eles não entram nos domicílios e também não solicitam dados pessoais, como bancários ou CPF”.

Reportagem: Agência Brasília*

Fonte: Codeplan

Foto: Acácio Pinheiro, Agência Brasília

​A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal desenvolveu diversos trabalhos de melhorias para a região nesta semana. Confira abaixo tudo o que foi realizado:

 

  • Revitalização das calçadas e pintura dos bancos e quadra poliesportiva na QRSW 1;

 

 

  • Capina e limpeza na praça da QMSW 2, conjunto C;

  • Poda de gramados na EPIG e poda de árvores na Via das Jaqueiras; 

 

  • Pintura do parquinho infantil no Parque Bosque do Sudoeste;

 

  • Pintura urbana na parada de ônibus da EPIG na altura da SQSW 101 e faixa de pedestre na ciclovia próxima a parada;

 

  • Tapa-Buraco na SQSW 303;

  • A Administradora e o Deputado Reginaldo Sardinha se reuniram com empresários locais do ramo de atividades esportivas;

  • Batalhão Itinerante do 7º Batalhão da PMDF na SQSW 301;

 

  • Obras do viaduto da EPIG começam em junho;

  • Manutenção de canteiros na QRSW 8, 1ª, 2ª e 3ª Avenidas, SQSW 306 e CCSW 4/5;

 

  • Reuniões com Secretaria de Estado de Governo, Secretaria de Estado de Economia e Diretoria de Edificações da Novacap;

 

  • Foram coletados 10 caminhões de inservíveis em toda a região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

As quadras do Sudoeste e Octogonal já contam com novos equipamentos para melhorar a coleta do lixo na região. Vinte papa-lixos estão sendo instalados em diversos endereços (confira abaixo) pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU/DF). Metade já está pronta e em funcionamento. Um investimento aproximado de R$ 800 mil do Governo do Distrito Federal (GDF) nesses dois bairros.

O papa-lixo é um contêiner semienterrado, com capacidade de até 5 m³, que possibilita o armazenamento dos resíduos de forma segura e limpa, evitando, assim, o descarte irregular pela população e a proliferação de vetores. Deve ser utilizado para receber resíduos orgânicos e indiferenciados (fraldas descartáveis, resíduos de banheiros, etc).

 

Meta

De acordo com o SLU, 200 equipamentos como esse já estão em operação em todo o DF. A meta é chegar a 454 papa-lixos até janeiro de 2022, atendendo a todas regiões administrativas.

Esses coletores são, normalmente, instalados como uma forma de ampliar a oferta do serviço à população. No início da semana, a CLSW 300 B, no Sudoeste, teve o equipamento instalado em um estacionamento que atende tanto o comércio quanto os moradores do local.

A instalação foi acompanhada pelo comerciante Narciso Nonato, 28 anos, que possui uma barbearia na entrequadra.

O empresário disse que não conhecia os papa-lixos, mas adiantou que eles vão ajudar a comunidade.

“É uma lixeira mais discreta do que aqueles contêineres de plástico que têm por aí. É mais praticidade e comodidade para quem vai usar, e penso que deve eliminar o mau-cheiro. A ideia é bacana”, ressaltou.

Já na Octogonal 8, o coletor já estava sendo usado pelos zeladores do condomínio que depositavam sacos de lixo orgânico em seu interior e o restante nas lixeiras de plástico que ficam ao lado.

Práticos e grandes

Segundo a coordenadora de geoprocessamento SLU, Camila Lopes, os papa-lixos têm como vantagem garantir o condicionamento adequado dos resíduos e evitar sacos de lixo expostos. “Ele é destinado a moradores e a pequenos comércios. O estabelecimento que gera mais de 120 litros de resíduos diários, de acordo com a lei, deve ter seus próprios recipientes”, informa.

A administradora do Sudoeste, Tereza Lamb, lembra que moradores da Octogonal já vinham pleiteando a meses seus próprios papa-lixos. “Era um pedido antigo, até mesmo porque contribui para substituir aquela grande quantidade de contêineres espalhados pelas quadras”, afirma “Ele (papa-lixo) tem a capacidade de substituir até 8 dos comuns em termos de capacidade”, emenda.

Local dos papa-lixos:

Octogonal
AOS 8
AOS 7
AOS 6
AOS 5
AOS 4
AOS 2
AOS 1

Sudoeste
CLSW 300 A
CLSW 300 B
CLSW 504
CLSW 100
CLSW 101
CLSW 102
CLSW 103
CLSW 104
CLSW 105
CLSW 301
CLSW 302
CLSW 303
CLSW 304

Fonte: SLU/DF e Agência Brasília

Defensoria Pública do Distrito Federal divulga, nesta quarta-feira (12/05), a cartilha produzida pela defensora pública Antonia Carneiro, sob a supervisão da Escola de Assistência Jurídica (Easjur), com o objetivo de ampliar a compreensão sobre a violência contra a mulher. O documento desmistifica, conscientiza e esclarece a sociedade acerca da aplicação da Lei Maria da Penha (nº 11.340).

De maneira acessível, o material aborda diversas informações sobre a aplicação da lei, trazendo detalhes sobre medidas protetivas e esclarecimentos acerca de atos que tipificam violência de gênero, doméstica e familiar. 

O objetivo principal é oferecer ao público em geral uma fonte de conhecimento desmistificado e qualificado.

Na cartilha, as conquistas civis e trabalhistas da mulher são temas de destaque, junto ao apanhado geral sobre a Lei Maria da Penha. O documento apresenta tais avanços, quanto ao papel da mulher e o lugar ocupado por ela na sociedade. O enfrentamento à violência de gênero também se concretiza com conscientização social.

A violência contra a mulher é marcada por raízes profundas, construídas ao longo de gerações, em sociedades patriarcais. Nas últimas décadas, a articulação de movimentos sociais, reivindicando direitos básicos, como o voto e participação no mercado de trabalho, foram essenciais para mobilizar o Estado em defesa dos direitos da mulher, isto é, todas as pessoas que se identificam com o gênero feminino. A partir deste processo de ruptura, a violência contra o grupo também tornou-se pauta das políticas públicas.

Lei nº 11.340 estabelece que todo o caso de violência doméstica e intrafamiliar é crime, proíbe a aplicação de penas pecuniárias aos agressores, ou seja, a prisão não pode ser convertida em pagamento de dinheiro à vítima, e determina o encaminhamento das mulheres em situação de violência, assim como seus dependentes, a programas e serviços de proteção e de assistência social. Cabe, portanto, à Defensoria Pública, como órgão de assistência integral e gratuita a pessoas vulneráveis, agir efetivamente em prol da garantia dos direitos fundamentais das vítimas.

Art. 28. É garantido a toda mulher em situação de violência doméstica e familiar o acesso aos serviços de Defensoria Pública ou de Assistência Judiciária Gratuita, nos termos da lei, em sede policial e judicial, mediante atendimento específico e humanizado.

Este material, produzido a partir da política de produção de conteúdo de educação em direitos da Easjur, foi elaborado com base no registro das principais dúvidas extraídas em atendimentos e entrevistas com réus de processos de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. Na cartilha, são apresentados esclarecimentos sobre os casos em que a Lei Maria da Penha pode ser aplicada, atos que caracterizam violência física, psicológica, moral, sexual e patrimonial e o prosseguimento do processo. 

Em 2020, com o agravamento da pandemia, os canais de atendimento, Ligue 180 Disque 100, registraram mais de 105 mil denúncias de violência contra a mulher. A partir das medidas de isolamento social, o confinamento das vítimas com seu agressor, que muitas vezes vive na mesma casa, levou ao aumento expressivo dos casos e de subnotificações. Diante disso, a atuação massiva e constante da Defensoria têm sido crucial para expandir os mecanismos de proteção qualificada e atendimento humanizado.

A cartilha “Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher: Mitos e Verdades” propõe clarificar o entendimento da população sobre o que qualifica a violência doméstica e familiar, reforça a importância da denúncia e medidas de prevenção. Entre os pontos apresentados, reconhecer o ciclo da agressão e incentivar a busca por ajuda especializada são formas de preservar a vida da vítima. 

A Lei Maria da Penha é um dos instrumentos jurídicos mais reconhecidos mundialmente no combate da violência contra a mulher, pois visa atender as vítimas de forma integrada e conta com mecanismos voltados para sua implementação. Assim, a cartilha exemplifica a aplicação da Lei e integra a gama de atuação intersetorial da DPDF para proteção dos direitos de pessoas em situação de vulnerabilidade. Disponibilizando um manual com as dúvidas mais frequentes sobre o assunto, a fim de difundir o conhecimento, a Defensoria fortalece seu compromisso de assistência jurídica, inclusive extrajudicialmente.

Acesse AQUI a cartilha e fique por dentro da Lei.

Núcleo de Defesa da Mulher da DPDF

NUDEM oferece apoio psicossocial e acolhimento a mulheres vítimas de violência, prestando atendimento humanizado e qualificado. A atuação do Núcleo é voltada, principalmente, para as demandas de violência doméstica, solicitações de medidas protetivas e atendimento psicossocial às mulheres violadas. Além do atendimento jurídico e processual às vítimas, o espaço tem a função de articular políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher.

Saiba mais

A autora da Cartilha, Antonia Carneiro, é graduada em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (Uniceub), licenciada em Letras pela Universidade de Brasília (UnB) e pós-graduada em “Ordem Jurídica e Poder Judiciário” pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. É defensora pública do Distrito Federal, desde 2014, e atua no combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, desde 2017. A titular da Defensoria de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Samambaia – DF também é palestrante sobre aspectos jurídicos da Lei Maria da Penha em Grupos Reflexivos de Homens.

 

Fonte: Defensoria Pública do Distrito Federal

A semana na Região Administrativa foi de muito trabalho. Confira as ações realizadas nesta semana:

 

  • Visita aos síndicos da SQSW 102, bloco C e SQSW 104, bloco D, para tratar de demandas de estacionamento, revitalização de quadras poliesportivas e parquinho

 

  • Revitalização das calçadas da praça da QRSW 1 e pintura da quadra poliesportiva;

 

  • Finalizada a revitalização das rampas de acessibilidade e calçadas da AOS 8;

 

 

  • Iniciada a revitalização da praça da QMSW 2, conjunto C, com capina e limpeza;

 

  • Novacap realizou manutenção de canteiros na 1ª e 3ª avenidas, e EPIG;

 

  • Aulas gratuitas do projeto Vida Em Movimento no Parque Bosque de segunda a sábado;

 

  • Novacap realizou podas de árvores na SQSW 303, bloco A, Avenida das Jaqueiras;

 

  • Reunião com a vice-presidente da Federação Nacional de Escolas Particulares (FENEP);

 

  • Foram coletados 12 caminhões de inservíveis na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

Em comemoração aos 18 anos do Setor Sudoeste, completados na quinta-feira passada (6), a Administração Regional (RA) da cidade promoveu um café da manhã  neste sábado (8) na sede do Parque Urbano Bosque do Sudoeste, com atividades festivas alusivas à data para os frequentadores do local. O evento contou com a participação do Comitê Todos Contra a Covid, na distribuição de kits com álcool gel, máscaras e cartilha explicativa educativa sobre a covid-19.

Presente ao evento, o vice-governador Paco Britto, que é presidente do Comitê, ao cumprimentar os frequentadores do Parque, ao lado de sua esposa, Ana Paula Hoff, fez questão de distribuir os produtos de proteção às pessoas próximas. “Vamos vencer a pandemia. Mas só venceremos com a vacinação. Enquanto não somos vacinados, é preciso ter distanciamento social, usar máscara e álcool gel”, ressaltou, após falar ao público presente, em sua maioria composta por mulheres.

Aniversário do Setor Sudoeste foi comemorado com distribuição de produtos de proteção contra a pandemia | Foto: Vinicius de Melo / Agência Brasília

Véspera do Dia das Mães, Paco aproveitou para parabenizá-las. “As mulheres são protagonistas. Vocês [mães] são pilares da família, da educação e da sociedade brasileira”, completou, pedindo a elas que ajudem no combate à covid. “Nos ajudem a ajudar vocês. Para que, no ano que vem, livres da pandemia, possamos comemorar [o aniversário do Sudoeste] de forma diferente, com todos se abraçando, com aglomeração, como o brasileiro gosta”, brincou.

Atividades no Parque

Há oito anos, desde sua inauguração em março de 2013, o Parque é bem frequentado por crianças, adultos e idosos, que procuram atividades físicas ao ar livre. Atualmente, cerca de mil pessoas circulam pela área diariamente,  informou a administradora da Região Sudoeste/Octogonal, Tereza Canal Lamb. São várias atrações locais, como atividades com dança e ginástica, de segunda a sexta-feira, ministradas por professores da Administração Regional.

Neste sábado ensolarado, quem passou pelo anfiteatro localizado na sede do Parque, por exemplo, pôde aproveitar para se exercitar e aprender a dançar o estilo fit dance, com profissionais da academia Unique, parceira de projetos da Administração. Um deles desenvolvidos é o Vida em Movimento, que oferece atividades físicas gratuitas no espaço durante a semana. A aula deste sábado foi realizada com todos cuidados necessários devido à pandemia.

A cantora brasiliense Lucimar Rodrigues, 60 anos, moradora do setor há 20 anos, ativa frequentadora do parque, estava lá e aproveitou. “Sou muito feliz na minha quadra. E aqui está maravilhoso! Todo evento cultural me encanta”, frisou. Ela foi uma das pessoas presentes que recebeu das mãos do vice-governador o kit com os produtos. Ao saber das ações do Comitê, reagiu animada: “Acho muito boa essa iniciativa, em prol dos que precisam e também dessa atitude [distribuição de álcool gel e máscaras, com a cartilha]”, disse, garantindo que iria ler com cuidado o conteúdo informativo.

Benfeitorias

“Aqui [Sudoeste] temos uma excelente qualidade de vida. A nossa comunidade é participativa e temos uma relação de parceria. O morador nos procura, pode ser por causa de problemas mais simples, como buraco na rua, e é atendido. O atendimento é pessoal”, garantiu Tereza, que está à frente da administração desde setembro de 2020.

Entre os benefícios conseguidos para o setor, por meio de ações do governo Ibaneis Rocha, Tereza elencou vários, desde a reforma que está sendo feita em duas praças da cidade, a das Motos e a do Setor Econômico e –, até a nova iluminação, com troca das lâmpadas comuns por LED, em todo Setor Econômico, no SIG Quadra 8 e na SQSW 304. Para a nova iluminação, foram investidos mais de R$ 600 mil.

Outro planejamento aguardado pela comunidade é a do Skate Park, na Octogonal. O projeto está pronto, segundo a administração, mas a expectativa é que até o fim deste ano o processo com os trâmites para a construção esteja finalizado.

Além disso, a tão aguardada obra do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG) atenderá cerca de 25 mil veículos que trafegam diariamente no local, desafogando o intenso trânsito da região, na entrada do Sudoeste. O investimento previsto é de R$ 21 milhões, com geração de 180 empregos diretos e indiretos. Paco falou dessa real necessidade da obra e reforçou que ainda “há muito o que fazer por esta RA. E estamos com um olhar especial pela região”.

Entre outros presentes à comemoração da maioridade do Sudoeste, também esteve no evento o deputado distrital Sardinha, acompanhado de sua esposa.

 

 

Os 18 anos do Sudoeste, comemorados nessa quinta-feira (6), não teve bolo, velinhas, muito menos parabéns para você. Sobretudo porque o protocolo de segurança no combate à covid-19 não permite eventos com aglomeração. Mas a data de uma das mais novas RAs do DF é celebrada com obras e ações diárias em benefício da sociedade, graças à ativa parceria entre o GDF Presente e a administração regional da cidade.

Além de reforma das praças do Sudoeste, o trabalho de manutenção dos espaços verdes avança, com poda de gramas e árvores; e plantio de mudas. Há dois anos morador da QRSW 1, o militar Thiago Rodrigues, 32 anos, se surpreendeu nesta manhã de quinta (5) com a movimentação das equipes do GDF Presente próximo a residência dele. “Estava precisando mesmo melhorar a quadra de esporte. Não sabia do projeto do governo de reformar o lugar, iniciativa é bem-vinda”, elogia. “Nos fins de semana há muitas famílias que passeiam no lugar com seus filhos pequenos e animais domésticos, o pessoal vai gostar de ver tudo bem arrumado e bonito”, complementa.

Áreas de lazer estão recebendo calçadas novas. As quadras de esporte passam por melhorias | Foto: Lucio Bernardo Jr. / Agência Brasília

O casal de servidores públicos e moradores da cidade, Fernanda e Rafael Lobato Miguel, reforça os elogios às ações do governo. “Gosto muito do Sudoeste, é um lugar legal para se viver, passear, é bastante seguro, já tentamos sair daqui, mas não conseguimos. É um lugar agradável e gostoso, confortável e limpo”, avalia Fernanda, 32 anos. “Excelente essa zeladoria do governo na cidade. Aqui é tudo calçado, tem ciclovia, lixeiras, e quase toda semana vemos uma equipe podando a grama, as árvores, cuidando do jardim o tempo inteiro, tudo é muito limpo”, reforça o marido dela.

Fernanda e Rafael Lobato Miguel reforçam os elogios às ações do GDF no Sudoeste | Foto: Lucio Bernardo Jr. / Agência Brasília

Retorno à comunidade

O projeto de reforma da área de lazer da QRSW 1 compreende a construção de 120 metros de calçadas novas, com pontos de acessibilidade, além da troca das cestas de basquete da quadra de esporte. “É bom ver que o dinheiro que a gente paga em impostos retorna em conforto para a comunidade”, continua o militar Thiago Rodrigues.

Tereza Lamb, administradora regional: “O Sudoeste é uma cidade bem organizada” | Foto: Lucio Bernardo Jr. / Agência Brasília

“O Sudoeste é uma cidade bem organizada, mas estamos sempre trabalhando para deixá-la melhor ainda. Estamos atentos às demandas da comunidade”, comenta a administradora regional do Sudoeste, Tereza Canal Lamb, que também é moradora da região. “Temos muito orgulho dessa parceria da nossa administração com o GDF Presente. O secretário Zé Humberto (Governo) é o nosso colaborador sempre”, destaca.

Participação da comunidade

Na QRSW 2 está a Praça dos Motoqueiros, que também será reformada pelas equipes do GDF Presente. Serão oferecidos apoio logístico e maquinário para transformar o local que estava abandonado havia dez anos. A obra também recebe apoio da comunidade.

“Muitos moradores estão dispostos a contribuir com o que podem, geralmente materiais básicos como cimento, madeiramento e até areia”, conta a assessora Mari Teixeira.

Papa-lixos chegaram 

Uma novidade que agradou muito aos moradores, tanto do aniversariante Sudoeste quanto da Octogonal, foi a disponibilização de 20 papa-lixos do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Foram distribuídas 13 caçambas no Sudoeste, sobretudo nas áreas comerciais, e sete na Octogonal.

O diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira, afirmou que os investimentos realizados na região já chegam a cerca de R$ 800 mil.

“A população do Sudoeste/Octogonal ganhou mais esse suporte, que vai ajudar a manter esta região tão bem cuidada, contribuindo para evitar o descarte incorreto de resíduos. Cada papa-lixo tem capacidade de receber até 5m³ de resíduos domiciliares de forma segura e correta”, detalha.

“Esse é o papel do GDF Presente. Por meio das ações dos polos, ajudamos a empoderar as administrações, sendo o elo de ligações com outros órgãos públicos com maior estrutura, como a Novacap, a Caesb, o SLU, entre tantas outras”, comenta o coordenador do Polo Central do GDF Presente, Luciano Almeida.

 

Fonte: Agência Brasília

A semana de aniversário da região foi repleta de muito trabalho e comemorações. Confira tudo o que foi realizado durante esta semana:

 

・Reforço do GDF Presente nas obras e coletas na região;

 

・Reunião com o Presidente da Novacap, Fernando Leite, e com o chefe da Divisão de Manutenção de Obras (DIMA), Lânio Trida Sene para tratar sobre demandas da região;

 

・7º Batalhão da PMDF promoveu o Batalhão Itinerante na SQSW 101;

 

 

・Revitalização das calçadas da praça da QRSW 1;

 

・ Pintura dos bancos da Praça das Motos na QMSW 2, conjunto A;

 

 

・Iniciada a realização da sinalização dos papa-lixos;

 

・Revitalização de rampas de acessibilidade na quadra 8 da Octogonal;

 

 

・Aniversário de 18 anos do Sudoeste/Octogonal com a presença do Deputado Reginaldo Sardinha, do Subsecretário de Projetos e Eventos de Modalidades Esportivas, Bola, e representante do Comitê Todos Contra a Covid e abertura do projeto Vida Em Movimento no Parque Bosque, que oferece aulas gratuitas de ginástica, dança charme e funcional de segunda a sexta-feira. A administradora Tereza Canal ministrou a aula inaugural com muitra ginástica e dança;

 

・Podas de árvores na Avenida das Jaqueiras, QRSW 3, Bloco B3;

 

・Roçagem de gramados na quadra 300 do Sudoeste e 2ª avenida;

 

Inauguração das faixas de aceleração e desaceleração na via entre o Sudoeste e a Octogonal com a presença do Diretor Geral do DER, Fauzi Nacfur, Valter Casimiro Silveira, 
Secretário de Estado de Transporte e Mobilidade, Deputado Distrital, Reginaldo Sardinha e moradores da região;

 

・Foram coletados 20 caminhões de lixo verde na região.

 

 

🤳 Tem alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162.

 

📲 Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF.

 

✨  Acompanhe a administração, acesse www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A Região Administrativa do Sudoeste/Octogonal completa nesta quinta feira (06/05) seus dezoito anos de autonomia. Este ano, por conta da pandemia, não teremos as celebrações habituais. 

O Sudoeste/Octogonal vem crescendo e se desenvolvendo constantemente: desde sua idealização por Lúcio Costa, passando pelos anos 90, quando começou a ser ocupada, e depois por 2003, quando a RA ganhou uma administração própria, e  até hoje, quando completa mais um aniversário de sua independência.

Concebida para abrigar membros de alta importância no GDF e no Governo Federal, a região se destacou pela localização estratégica. Perto do centro do Plano Piloto, atraiu muitos dos moradores que hoje habitam a cidade e constituíram família. 

Proximidade é o termo que define: o acesso fácil não se restringe apenas ao trabalho. Estar no Sudoeste é estar próximo ao Parque da Cidade, a centros comerciais, próximo às lojas, e aos centros médicos. Não é à toa que a qualidade de vida é uma das mais altas do país: o IDH da região se equipara ao da Noruega. Um reflexo deste dado é a crescente valorização da região.

Para a Administradora Regional, Tereza Canal Lamb, a RA celebra sua maioridade com conquistas, e renova os compromissos com a comunidade. Ela relembra o longo caminho percorrido por moradores, comerciantes e gestores de todas as épocas que ajudaram a construir e progredir o local.

A Administradora renovou ainda o compromisso de manter sempre a Cidade muito bem cuidada, limpa e segura. “Esperamos que isso influencie na melhor qualidade de vida para os moradores. Nosso trabalho é para que possamos cada vez mais comemorar e festejar juntos o aniversário desta cidade” disse ela.

 

  • A Administradora Regional, Tereza Canal, visitou o comércio do Sudoeste com o Deputado Distrital, Reginaldo Sardinha;

 

  • Novacap realizou poda de gramados na quadra 304 e lateral da via das Jaqueiras, e poda de árvores na SQSW 102, bloco F;

 

  • Finalizada a colocação de areia na quadra da SQSW 303, além da limpeza no local e podas baixas de árvores ao redor da quadra;

 

  • Esta semana, a praça da QRSW 1 passa por revitalização das calçadas;

 

  • As calçadas da Praça das Motos na QMSW 2 também estão passando por reparos. Além das rampas de acessibilidade que foram revitalizadas;

 

  • A Administradora, Tereza Canal, esteve presente na entrega da revitalização do espaço de lazer da quadra 1409 do Cruzeiro Novo, na presença do administrador do Cruzeiro, Luiz Eduardo, do Deputado Distrital, Reginaldo Sardinha, e atletas da região;

 

  • A Administradora, Tereza Canal, participou da ação de plantio de mudas de árvores na área verde da Octogonal. As crianças auxiliaram no plantio de mudas de Ipês rosa e amarelo, e Jatobás;

 

  • Coletados 8 caminhões de lixo verde na região.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A Secretaria da Mulher, em parceria com a Codeplan, disponibiliza o II Plano Distrital de Políticas para Mulheres (PDPM) para Consulta Pública. Acesse aqui.

O II Plano Distrital de Políticas para as Mulheres fundamenta-se no diálogo constante entre a sociedade civil e o Governo e tem o propósito de orientar políticas públicas de promoção da igualdade de gênero e a valorização das diversidades no Distrito Federal. Tem como base documentos internacionais, nacionais e distritais; em especial, foram considerados os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) para serem cumpridos até 2030, prioritariamente, o Objetivo 5° de “Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas”.

O Plano é composto pelos seguintes eixos:

Eixo 1 – Igualdade no Mundo do Trabalho e Autonomia Econômica

Eixo 2 – Educação para a Igualdade

Eixo 3 – Saúde Integral das Mulheres, direitos sexuais e reprodutivos

Eixo 4 – Enfrentamento a Todas as Formas de Violência contra as Mulheres

Eixo 5 – Participação das Mulheres nos Espaços de Poder e Decisão

Eixo 6 – Igualdade para as Mulheres Rurais

Eixo 7 – Cultura, Esporte, Comunicação e Mídia

Eixo 8 – Enfrentamento do Racismo, Sexismo, Lesbofobia e Transfobia

Eixo 9 – Igualdade para as Mulheres Jovens, Mulheres Idosas e Mulheres com Deficiência

Esta Consulta refere-se às ações a serem executadas, visando a promoção da igualdade de gênero. Trata-se de um esforço contínuo de consolidação da democracia e da transparência dos atos públicos, viabilizado pela participação efetiva da sociedade civil.

A Secretaria quer ouvir, de todas, todes e todos, a opinião sobre a relevância das ações propostas no Plano.

Contamos com sua participação!

Instruções:

O documento aqui apresentado é a versão preliminar do II Plano Distrital de Políticas para Mulheres – 2021;

Pode-se opinar sobre as ações de todos os eixos do Plano ou sobre ações de Eixos específicos.

Ao final de cada bloco, você poderá escolher o próximo bloco para opinar, seguindo a sequência numérica dada aos eixos, ou, se desejar, pode encerrar suas respostas ao questionário;

Caso você queira pausar o questionário para retornar em outro momento, você poderá fazê-lo escolhendo no canto superior direito da tela a opção “Retomar mais tarde”; e

Evite usar a tecla ENTER, pois ela finaliza o bloco.

É importante lembrar que:

O preenchimento do questionário é voluntário e sua privacidade e anonimato serão mantidos;

Os dados e as informações coletadas serão utilizados apenas para fins da consulta;

As respostas são salvas automaticamente e você poderá retornar de onde parou caso tenha que interromper o preenchimento em algum momento.

Ressaltamos que o prazo para preenchimento do questionário de consulta é de 10/03/2021 a 21/04/2021.

Caso tenha alguma dúvida, não hesite em nos consultar por meio dos contatos abaixo:

– Dúvidas sobre o conteúdo do Plano, Programas e Projetos citados: pdpm@mulher.df.gov.br

– Dúvidas sobre o preenchimento do questionário: politicas.sociais@codeplan.df.gov.br

 

Desde já, agradecemos a sua participação!

Os trabalhos desta semana não pararam. Confira tudo o que foi realizado pela administração regional:

 

  • Escada da CLSW 302, atrás do bloco A, que ganhou vida pelas mãos do artista Elom da Ceilândia. A pintura foi realizada pelo artista em parceria com a síndica e os moradores do bloco A da comercial que doaram os materiais e as tintas, e com o apoio do OBA Hortifruti;

 

 

  • Visita da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) na presença do Subsecretário de Projetos e Eventos de Modalidades Esportivas, Bola e sua equipe, para debater sobre projetos voltados ao esporte na Região Administrativa. A Administração Regional com o apoio da secretaria está trabalhando nesse sentido com o objetivo de ampliar a prática esportiva e as atividades de lazer voltadas às crianças, jovens, adultos e idosos da região;

 

  • Finalizada a pintura e os reparos dos bancos e mesas da praça da SQSW 504;

[

 

  • Roçagem, capina, poda de árvores e limpeza na Praça das motos QMSW 2, conjunto A;

 

  • Revitalização de calçada na SQSW 103 em frente ao bloco H;

 

 

  • A Coordenação de Obras e Manutenções juntamente com a Administradora Regional, Tereza Canal, realizaram vistoria técnica na SQSW 102. A vistoria na quadra teve como foco a elaboração de estudo para adequação da rede de águas pluviais. As vistorias são realizadas pelas equipes da administração semanalmente e tem como objetivo fazer o diagnóstico detalhado de cada local para que sejam implementadas benfeitorias para toda a comunidade;
  •  
  •  

 


 

 

  • A equipe de manutenções e obras da Administração Regional finalizou os reparos de alguns bueiros no Sudoeste Econômico. Foram feitas as manutenções das tampas e meios-fios de dois bueiros na QRSW 7, ao lado e em frente ao bloco B8, e também na QRSW 8 em frente aos blocos B2, B5 e B7. É de suma importância a manutenção dos bueiros para que o escoamento da água das chuvas ocorra sem prejuízos. A falta dessa manutenção e até mesmo da limpeza faz com que a água não encontre o local correto de evasão e acarrete em sérios problemas como enchentes e questões de trânsito;

 

 

  • Iniciada a revitalização das calçadas da praça da QRSW 1;

 

 

 

  • Iniciada a colocação de areia nova na quadra da SQSW 303;

 

 

  • Podas emegenciais na quadra 4/5 da Octogonal;

 

  • Coleta de 12 caminhões de inservíveis.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

Nesta quinta-feira (14/4), recebemos a visita da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) na presença do Subsecretário de Projetos e Eventos de Modalidades Esportivas, Bola e sua equipe, para debater sobre projetos voltados ao esporte na Região Administrativa.

A Administração Regional com o apoio da secretaria está trabalhando nesse sentido com o objetivo de ampliar a prática esportiva e as atividades de lazer voltadas às crianças, jovens, adultos e idosos da região.

E vem novidade por aí!

Não deixe de acompanhar tudo o que acontece na administração https://linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

 

A Administração Regional do Sudoeste/Octogonal, em parceria com artistas da Ceilândia, prefeitos e síndicos, está promovendo a requalificação artística de espaços públicos em toda a Região Administrativa.

As escadarias da SQSW 102 ao lado do bloco F e da CLSW 302 atrás do bloco A já receberam a pintura pelo artista Elom da Ceilândia.

A Administradora Regional, Tereza Canal, o Deputado, Reginaldo Sardinha, juntamente com a síndica Rosane Marques prestigiaram o trabalho feito pelo artista Elom na escada da quadra 102.

A pintura na quadra 302 foi em parceria com a síndica do bloco A da comercial que doou os materiais e as tintas, e com o apoio do OBA Hortifruti.

Em contrapartida ao trabalho voluntário dos artistas, pedimos a ajuda dos moradores e síndicos com a doação de 1kg de alimentos não perecíveis, os quais serão destinados às famílias carentes do Sol Nascente e Por do Sol.

Essa é uma oportunidade de aliar o cuidado com a cidade com a solidariedade com os que mais precisam, tão necessário neste momento difícil em que vivemos.

Para doar, entre em contato conosco, vamos te aguardar!

https://linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Confira abaixo como ficaram as escadas após as pinturas!

 

 

Na semana passada (5 a 9/4), a Novacap com o apoio do GDF Presente reforçou as ações de Tapa-Buraco na região.

Foram tapados cerca de 23 buracos na SQSW 301, SQSW 305, entre a SQSW 301 e a QMSW 5, CLSW 300, CLSW 105, 2ª Avenida, 3ª Avenida, 4ª Avenida, QRSW 1 (próximo ao supermercado Pão de Açúcar).

Viu algum buraco pela região, registre sua solicitação.

Formalize sua solicitação via Ouvidoria. Acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br/ ou ligue no telefone 162. As demandas registradas por estes canais têm prioridade no atendimento!

Agora também ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF.

 

 

 

A equipe de obras e manutenções da Administração Regional finalizou na terça-feira (14/4)  a pintura e os reparos dos bancos e mesas da praça da SQSW 504. 

Com o apoio da prefeitura comunitária da quadra que doou as tintas, a equipe deixou a praça muito mais colorida para que o espaço seja melhor aproveitado pela comunidade!

Tem alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF.

Acompanhe a administração pelas redes sociais https://linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

Durante todo o ano, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC) recebe cadastros de artistas, produtores e entidades culturais do Distrito Federal. É uma forma de mapear a cadeia produtiva cultural local, além de habilitar o artista a concorrer aos editais de apoio financeiro do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e Lei de Incentivo à Cultura (LIC).

Para se cadastrar, os interessados devem preencher formulário e protocolar junto à SECEC com a documentação necessária. Devido às medidas de prevenção ao COVID-19, a Secretaria de Cultura está recebendo os formulários e a documentação por meio do e-mail: protocolo@cultura.df.gov.br

Os formulários e a relação da documentação necessária podem ser acessados por meio do link: https://bit.ly/3uCJpVA 
 
Dúvidas ou mais informações pelo endereço eletrônico sufic@cultura.df.gov.br ou pelo telefone: (61) 99171-1026. 
 
A Gerência de Cultura da Administração Regional do Sudoeste/Octogonal também está à disposição para ajudar no que for necessário.

O mês de abril começou e a Administração Regional Do Sudoeste/Octogonal está sempre focada em realizar os serviços e ações de forma que trata melhorias para a região. Confira o trabalho da administração nesta semana:

 

  • Todos aqueles que estão se dirigindo a um dos pontos de vacinação no Distrito Federal poderão doar alimentos não perecíveis e cestas básicas. O Solidariedade Salva é um movimento social em prol das pessoas em situação de vulnerabilidade e tem como objetivo “viralizar” o bem por meio de doações de alimentos para aqueles que mais precisam. Um dos pontos de arrecadação é na Unidade Básica de Saúde 02, localizada na Área Especial Setor Escolar 04, Cruzeiro Velho. A ação é iniciativa da Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância do gabinete do Governador, Secretaria de Saúde, Secretaria de Governo e Vice-Governadoria, e conta com a parceria das Administrações Regionais do Cruzeiro e Sudoeste/Octogonal;

 

 

  • Pintura da escadaria da SQSW 102;

 

 

  • Visitas para registros de demandas na QRSW 2, 3, 4, 5, 6 e 8;

 

 

  • Visitas SQSW 304 e CCSW para esclarecimento de demandas das quadras;

 

 

  • Administradora acompanhou técnico do setor de arborização da Novacap no Setor Econômico;

 

 

  • Substituição de tampas de boca de lobo e meios fios na QRSW 7 Bloco b8, QRSW 8 Bloco B5 e na calçada entre o Inmet e Eixo Monumental;

 

 

  • Visitas aos síndicos da SQSW 104 para informações sobre o futuro ParCão na quadra;

 

  • Pintura de mesas e bancos, e manutenção de bancos da praça da SQSW 504;

 

  • Novacap com o apoio do GDF Presente tapou buracos da SQSW 301, SQSW 305, Entre a SQSW 301 e a QMSW 5, CLSW 300, CLSW 105, 2ª Avenida, 3ª Avenida, 4ª Avenida, QRSW 1 (próximo ao supermercado Pão de Açúcar);

 

 

  • Novacap realizou poda de árvores na CLSW 504, Sig entre as quadras 6 e 4;

 

 

  • Reunião com Groove Futevôlei para futuras aulas gratuitas no Parque Bosque;

 

 

  • Novacap fez roçagem de gramados na SQSW 104, SQSW 105, quadras ímpares do SIG, via das jaqueiras,  Lateral Da Via Epia Sul em frente a Octogonal, CCSW 1 e 2, SQSW 300;

 

 

  • Novacap fez manutenção de canteiros no SIG;

 

  • Foram recolhidos 11 caminhões de lixo verde.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Guia_de_Transparência_Ativa_2021_CGDF

 

Publicação auxilia órgãos e entidades a se adequarem à Lei de Acesso à Informação

 Como parte da celebração do Dia de Transparência Pública no DF, comemorado em 3 de abril, a Controladoria-Geral do DF (CGDF) lança o novo Guia de Transparência Ativa da CGDF. O documento é voltado para orientar todos os órgãos e entidades do GDF quanto à divulgação do rol mínimo de informações públicas de interesse coletivo e geral, estabelecido pela Lei de Acesso à Informação (LAI). Com o Guia, a CGDF pretende, também, padronizar e melhorar a qualidade dos dados disponibilizados na seção específica de acesso à informação dos sites institucionais.

publicação também faz parte do esforço da CGDF em atingir 100% de transparência ativa nas Secretarias de Estado ainda em 2021. Para se ter uma ideia, no primeiro ano do ranking ITA (Índice de Transparência Ativa no DF), as Secretarias atingiram 75% de transparência ativa enquanto que, em 2020, o índice chegou a 95%.

Leia mais sobre o desafio dos 100% em transparência nas Secretarias de Estado do DF

O controlador-geral do DF, Paulo Martins, explica que a transparência pública é uma obrigação que todos os gestores públicos devem seguir. “Disponibilizar as informações de governo é uma forma de chamar o cidadão a fiscalizar como os recursos públicos estão sendo empenhados, que políticas estão sendo priorizadas e se estão realmente sendo cumpridas. Somente dessa forma, com acesso à informação, a população pode participar de forma ativa do governo e cobrar ações e melhorias dos governantes”, ressalta.

A transparência ativa engloba informações de interesse coletivo ou geral que os órgãos e entidades do Poder Executivo do Governo do DF devem disponibilizar nos sites oficiais, independentemente de solicitação, cumprindo o artigo 8º da Lei nº 4.990/2012 e os artigos 7º e 8º do Decreto Distrital nº 34.276/2013.

O GDF, por meio da Controladoria-Geral, estabeleceu o Índice de Transparência Ativa (ITA), para mensurar o grau de cumprimento da LAI pelos órgãos e entidades do Poder Executivo do Distrito Federal. Leia mais aqui. 

O Índice de Transparência Ativa é calculado levando em consideração itens como a garantia do direito de acesso à informação de qualidade à população do DF; os mecanismos de incentivo da transparência pública; o incremento do Controle Social; o monitoramento da Lei de Acesso à Informação. O índice serve de base para o ranqueamento das instituições conforme o grau de publicação de informações de transparência ativa e é divulgado ao final de cada ano.

O GDF vem evoluindo no índice. Com relação a todos os órgãos e entidades do DF, em 2016, o ITA foi de 35% de transparência. Já em 2020, o desempenho no mesmo índice chegou a 90%. Quando se observa os órgãos e entidades que conseguiram atingir 100% de transparência, o crescimento é ainda maior: em 2016, dos 49 órgãos/entidades, apenas 5 (10,2%) atingiram a nota máxima. Em 2020, dos 96 órgãos/entidades, 78 tiveram 100% de transparência ativa, isto é, 81,2% do total. “O nosso esforço é para aumentar a transparência ativa de modo geral, mas considerando a relevância e o alto índice de transparência nas Secretarias, vamos nos desafiar a, juntos com cada Secretaria, buscar alcançar os 100% de Transparência Ativa no DF”, explica a subcontroladora de Transparência e Controle Social da CGDF, Rejane Vaz.

Reconhecimento em transparência

O Distrito Federal é reconhecido pela sua transparência da divulgação de dados, tendo alcançado nota máxima em transparência passiva e ficado no topo da lista do Mapa Brasil Transparente 2021, divulgado pela Controladoria Geral da União (CGU). Já em maio de 2020, foi avaliado como “ótimo” pelo Ranking da Transparência Internacional que analisou a transparência durante a pandemia.

A CGDF é o órgão do GDF responsável por formular, incentivar e implementar políticas, programas e projetos voltados ao incremento da abertura de dados governamentais, da transparência, do acesso à informação e do fomento ao controle social. Para colocar tudo isso em prática, a Controladoria disponibiliza o Portal da Transparência do Distrito Federal, ferramenta de participação da sociedade no controle das ações do governo.

ACESSE O GUIA DE TRANSPARÊNCIA DA CGDF AQUI.

 

Fonte: Controladoria-Geral do Distrito Federal

Duas faixas de aceleração e desaceleração estão sendo feitas no local para diminuir congestionamentos, principalmente em horários de pico

 

Motoristas que trafegam na via entre o Sudoeste e a Octogonal, próximo a SQSW 306, em breve poderão ver diminuir os congestionamentos que se formam ali, principalmente em horários de pico. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) iniciou uma intervenção no local que dará vazão ao trânsito.

“Estamos fazendo uma faixa de aceleração e outra de desaceleração. Com isso, vamos aumentar em 100 metros a faixa para melhorar as condições para o retorno de veículos neste local que tem movimentação intensa”, explica o engenheiro civil responsável pela obra no DER, Kênio Avelar.

Equipes do órgão trabalham nas obras, que devem ser finalizadas dentro de 30 dias. Não será preciso fazer nenhum bloqueio ou mudança na pista, porém, agentes do DER ficarão controlando o trânsito neste período.

A construção das faixas foi um pedido do conselho de segurança da região, reforçado pela Administração Regional do Sudoeste/Octogonal. “É uma medida há muito pleiteada, que irá melhorar significativamente a fluidez e a segurança viária do trânsito na região. Essa conquista é fruto da união de esforços de diferentes órgãos do GDF “, comemora a administradora regional, Tereza Canal Lamb.

Fonte: Agência Brasília

Além de atender a reivindicação de moradores, as equipes melhoraram condições de acessibilidade ao comércio da região

 

A quadra 103 do Sudoeste ganhou novas calçadas nesta semana. As equipes do GDF Presente estiveram na região administrativa para atender uma reivindicação dos moradores e dos trabalhadores que transitam por essa parte da cidade. Ao todo, foram feitos 70m de calçadas na lateral do bloco G e entre os blocos H e I.

Na lateral do bloco G, a calçada que era estreita foi alargada. Nesta parte, também foi feita uma rampa de acessibilidade. Já entre os blocos H e I a pavimentação estava quebrada e foi recuperada.

“A calçada na lateral do bloco G liga a comercial e a residencial da 103, então ela é muito utilizada e importante, por isso nós a alargamos. Há muitos idosos e crianças na quadra, então com certeza vai ser utilizada por todos”, explica a diretora de Obras do Sudoeste, Mariana Miranda.

Já a calçada entre os blocos H e I dá acesso para a Quarta Avenida do Sudoeste, que percorre a Epig até o Parque do Bosque. Região que transitam muitos trabalhadores e moradores da R.A.

Coordenador do Polo Central do GDF Presente, Luciano Almeida reforça a importância deste trabalho e cita um outro que está sendo feito no Sudoeste. “As calçadas recuperadas tornam o percurso mais acessível para os moradores. Além deste serviço, as equipes deram início à construção de duas faixas de desaceleração perto da via que separa o Sudoeste da Octogonal”, lembra.

Fonte: Agência Brasília

A semana foi mais curta, mas os trabalhos feitos pela Administração Regional do Sudoeste/Ocotognal em parceria com outros órgãos não pararam. Confira tudo o que foi executado durante esta semana:

 

  • Reunião com a Diretoria de Engenharia de Trânsito do DETRAN-DF;

 

 

 

  • Inauguração da ampliação da calçada na SQSW 103, entre os blocos E e G. Na oportunidade, estavam presentes a Administradora Regional, Tereza Canal, e o Deputado Distrital, Reginaldo Sardinha, conversando com síndicos e morador sobre os benefícios da ampliação da calçada para quem transita pelo local;

 

 

 

  • Reunião com a Diretoria de Urbanização da Novacap a respeito de futuras obras na região, e com o Engenheiro Paulo César, Coordenador do Programa Cidade Sempre Viva, para tratar das manutenções de mobiliários urbanos;

 

 

  • Mais uma calçada na SQSW 103 foi ampliada, desta vez, entre os blocos H e I;

 

 

 

  • Início da obra de construção das duas faixas de desaceleração perto dos retornos da via que separa o Sudoeste e a Octogonal;

 

 

  • Visitas aos síndicos e zeladores da QRSW 5, 6 e 7 para encaminhamento de demandas da quadra junto à ouvidoria;

 

 

  • Novacap realizou poda de gramados no Hospital das Forças Armadas (HFA), Octogonal, QRSW 3, e poda de árvores na SQSW 102, entre os blocos G e H;

 

  • Com o reforço do GDF Presente, foram recolhidos 17 caminhões de inservíveis por toda a região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Na terça-feira (31/03), foram iniciadas as obras de construção das faixas de desaceleração na via que separa o Sudoeste e a Octogonal.

Com o intuito de desafogar o trânsito e trazer maior segurança aos motoristas que transitam pelo local, serão construídas duas faixas de desaceleração nos dois retornos localizados no início da via entre a SQSW 306 do Sudoeste e a Octogonal.

As faixas de desaceleração são espaços adicionais para frenagem de veículos, e que neste caso, serão construídas perto dos retornos da avenida para facilitar o tráfego dos motoristas naquela região. 

As obras estão sendo executadas pelo Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) com o apoio do GDF Presente.

As ações da semana na Administração Regional do Sudoeste não param. Venha conferir tudo o que foi realizado:

 

  • Novacap realizou roçagem de gramados SQSW 303/304, 504, Octogonal, via das jaqueiras, CCSW 1, Parque Bosque e QRSW 3;

 

 

  • Poda de árvores na SQSW 102, entre os blocos G e H;

 

 

  • Manutenção de canteiro entre a SQSW 103 e 104;

 

 

  • Construção de calçada na SQSW 103, entre os blocos E e G. Mais acessibilidade para que transita pelo local;

 

 

  • Vistorias técnicas nos pontos de táxis da Octogonal 4/5 e 8.  A equipe realizou o diagnóstico da estrutura física, elétrica e hidráulica dos pontos de táxis para que, posteriormente, seja desenvolvido um projeto para reformar e trazer melhorias para esses espaços. Todo o trabalho foi supervisionado e contou com a ajuda da Administradora Regional, Tereza Canal, que também aproveitou o momento para ouvir as demandas dos motoristas de táxis que estavam nos locais;

 

 

  • Visita ao Serviço de Limpeza Urbana e Paróquia São Pio de Pietrelcina;

 

 

 

  • Visitas à QRSW 7 e 8 para tratar com síndicos e zeladores sobre demandas de estacionamento, poda de árvores, entre outras;

 

 

  • Coletados XX caminhões de inservíveis por toda a região.

 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

Na última quinta-feira (25/3), foram realizadas as visitas técnicas na Região Administrativa. 

Desta vez, a equipe de Coordenação e Diretoria de Obras realizou o levantamento detalhado de dois pontos de táxis, localizados na Octogonal 4/5 e 8.

A equipe realizou o diagnóstico da estrutura física, elétrica e hidráulica dos pontos de táxis para que, posteriormente, seja desenvolvido um projeto para reformar e trazer melhorias para esses espaços.

Todo o trabalho foi supervisionado e contou com a ajuda da Administradora Regional, Tereza Canal, que também aproveitou o momento para ouvir as demandas dos motoristas de táxis que estavam nos locais. 

Semana que vem tem mais!

 

A semana foi repleta de ações da Administração Regional juntamente com demais órgãos que sempre auxiliam na execução das demandas necessárias na região. Vamos conferir tudo o que foi realizado durante toda esta semana:

 

  • A administração deu início a construção da calçada na SQSW 103. O objetivo é gerar mais acessibilidade para quem transita pelo local;

 

 

  • Operação Tapa-Buraco da semana atendeu as quadras SQSW 504 e 101, entre a quadra 8 do SIG e a 100, 4ª avenida e CLSW.

 

  • Foram realizadas as visitas técnicas da semana. Desta vez, as equipes de Coordenação e Direção de Obras da administração fizeram o levantamento das quadras SQSW 303 e 304. A Administradora, Tereza Canal, acompanhou as visitas e conversou com alguns síndicos das quadras visitadas. As visitas estão ocorrendo semanalmente para que seja feito um diagnóstico das necessidades de cada local. Todas as quadras da Região Administrativa serão atendidas. Veja abaixo o que foi levantado em cada quadra: 

    SQSW 303: 
    – poda e capina;
    – calçadas (acessibilidade);
    – alambrado;
    – manutenção de mesas e bancos;
    – parquinhos;
    – quadra de areia;
    – espirobol.

    SQSW 304:
    – parquinhos;
    – campinhos;
    – calçadas;
    – manutenção de bancos;
    – pintura do piso da quadra.

 

  • Novacap realizou roçagem de gramados na SQSW 100, 105, 104, 301, 300, 304 e SIG;

 

  • SLU fez a capina, varrição e pintura de meios-fios em vários pontos da região;
     

 

  • Novacap fez podas emergenciais de árvores na SQSW 101/102, 102 e QRSW 8;

 

  • A Administradora do Sudoeste/Octogonal, Tereza Canal, recebeu a visita de Ricardo Hernandes Trovão, da Secretaria das Cidades para tratar de demandas pertinentes à administração regional. Na oportunidade, o assessor também conheceu o Parque Bosque do Sudoeste, gerenciado pela administração;

 

  • A administradora e a equipe de Coordenação e Direção de Obras apresentaram o projeto da nova pista de skate no Skate Park da Octogonal para os representantes de três grupos de skatistas de Brasília;

 

  • Visita à QRSW 2 para conversar com moradores sobre a potencial construção de um espaço destinado aos animais na quadra;

 

  • Visita à QRSW 8 para estudo de readequação da rede pluvial da quadra;

 

  • Visitas às quadras QRSW 5, 6 e 8 para tratar de demandas de estacionamento e contêineres de lixo em alguns blocos das quadras;

 

  • Reunião com o 7º Batalhão e representante do Hospital Maternidade Brasília;

 

  • Foram coletados 15 caminhões de lixo verde.

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

A pedido dos moradores e comerciantes do Sudoeste Econômico, a QRSW 5 e 8 ganharão dois novos estacionamentos, localizados em frente aos comércios das quadras. 

As obras dos estacionamentos serão executadas pela Novacap  (Companhia Urbanizadora da Nova Capital) e são frutos de emendas parlamentares do Deputado Distrital, Reginaldo Sardinha. 

Caso tenha alguma solicitação, denúncia, reclamação ou mesmo elogios, acesse o site www.ouvidoria.df.gov.br ou ligue para 162 e formalize suas questões.

Agora ficou mais fácil registrar sua demanda à Administração. Baixe agora o aplicativo e-GDF, disponível para Android e iOS, e faça sua solicitação. Saiba como, clicando aqui.

Acompanhe a Administração nas redes sociais: www.linktr.ee/admsudoesteoctogonal

 

 

 

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros